Sobre

Este espaço tem por objetivo motivar discussões sobre a Cronologia da Bíblia.

As informações aqui apresentadas são baseadas nas escrituras, Velho e Novo Testamentos, com algumas conclusões oriundas dos livros judaicos, principalmente o Talmude e a Seder Olam Rabbah, alguns apócrifos, como Jasher e Enoque, além de informações históricas obtidas no Museu Britânico.

Os livros de Jasher e Enoque são mencionados na Bíblia e eram do conhecimento dos antigos cristãos. Jasher, por exemplo, é mencionado em Josué (Js 10:13) e II Samuel (II Sm 1:8) de maneira direta, além de indiretamente pelo Apóstolo Paulo (II Tm 3:8) que cita personagens tratados em Jasher cujas estórias não são relatadas no Antigo Testamento, o que nos faz concluir que Paulo teve acesso a este livro.

A conclusão das datas, no entanto, é puramente bíblica, uma vez que as outras fontes são basicamente ilustrativas e não influem no resultado aqui apresentado.

Como é possível que este trabalho possa conter erros, sua colaboração é mais que bem vinda no sentido de nos ajudar a melhorar os resultados aqui apresentados.

67 responses to “Sobre

  1. Parabéns.
    Gostei muito do site, mas gostaria de saber quem é o autor e conhecer seu curriculum.
    Grato,

  2. Marcos

    Olá, qual a base para pesquisa utilizada nesse blog?
    O autor tem alguma tendência religiosa? Judaica? Protestante? Católico?

    Obrigado.

  3. eli

    GOSTEI MUITO DO SITE, E ACHO MUITO IMPORTANTE NÃO REVELAR O AUTOR, PORQUE JESUS DISSE QUE AQUELE QUE SE GLORIA, JÁ RECEBEU O SEU GALARDÃO. FAZENDO ASSIM, O TEU GALARDÃO ESTARÁ NO CÉU. QUE DEUS CONTINUI ABENÇOANDO.

  4. JEFERT

    gostaria de saber desde o incio até o fim de cada rpofeta que profetizou e no reinado de qual juiz ou rei.
    obrigado.

  5. Gostei, parabéns pelo estudo. Você pretende incluir datas após a vida de Jesus? Tenho Interesse sobre o apocalipse: ele oferece datas já passadas (alusivas à peseguições já sofridas pela igreja) ou ainda futuras?

  6. adilson alexandre clemente

    PARABÉNS – ADQURI IMPORTANTES INFORMAÇÕES

  7. ricardo

    BENÇÃO PURA !!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Sergio Marques Correa de Oliveira

    Gostei, estou acompanhando.

  9. Elizeu Mesquita

    Qual a
    confissão de fé do autor?

    • Weslei

      Por favor, meus irmãos; Deixem de serem estúpidos se a pretensão de vocês não forem o de adquirir o conhecimento… Já leram, viu que o autor sabe mais e estão num desespero idiota. No mínimo devem ser Assembléiano (o que também o sou) mas não idiota como os tais.

  10. herderson jeovanny

    Estou terminando um livro – Eras bíblicas- e este blog me tirou algumas duvidas, até copilei um assunto, como faço para colocar a biografia do autor? Herderson – gmdss@outlook.com

  11. Reginaldo Pontes

    Muito bom!

  12. Daniel Israel

    Inseri em um livro que estou escrevendo algumas informações adquiridas aqui. Qual fonte devo colocar? Aguardo no e mail danielisrael.iap@gmail.com

  13. reisileno

    como faço para baixar estes livros jasher o seder, talmude por favor se der envie no meu e-mail reisilenoferreira@rocketmail.com. a paz do senhor muito bom o conteudo do site.

  14. Luiz Carlos Knob

    Há alguns anos fiz a primeira pesquisa sobre a idade da Terra, com base na Bíblia. A poucas semanas resolvi fazer uma revisão, com metodologia diferente, mas mantendo unicamente a Bíblia. Encontrei até aqui ao menos uma diferença relevante. Se José tornou-se Governador do Egito em 2229, e Jacó chegou ao Egito em 2239 (data cfme pesquisa), então somados os 430 anos de servidão, o Êxodo teve início em 2669, e não em 2488, havendo uma discrepância de 181 anos, que se propaga por toda cronologia de vosso estudo.

  15. Oi Luiz, tudo certo?
    Os 430 anos são contados a partir da promessa de Deus a Abraão.
    São 430 anos da promessa até Êxodo e 400 anos desde o nascimento de Isaque até o Êxodo.

  16. Luiz Carlos Knob

    Obrigado pela pronta resposta, espero crescer com seu conhecimento, minha colocação tem por base: [Atos 07:06 E falou Deus que a sua descendência seria peregrina em terra estrangeira, onde seriam escravizados e maltratados por quatrocentos anos; ], que creio estar falando do tempo de Jacó a Moisés.

    Abraço

    Se responder, por favor qual seu nome, creio que vc seja pastor Batista

  17. Paulo Alves

    De muitos livros, sites e artigos que li abordando essa temática, esse é o mais completo de todos. Mais uma vez, parabéns.

  18. Sonia Fonseca

    Gostei muito do site, parabéns. Estava procurando informações referentes ao período dos juízes e encontrei tudo aqui. Mais uma vez parabéns

  19. GERINALDO

    ÓTIMO SITE PARA PESQUISAS BÍBLICAS !!!

  20. Tony

    Parabéns ao autor. Ajudou-me bastante em minha genealogia.

  21. Renata

    Excelente. Venho estudando a bíblia com o apoio deste site há um ano. Deus te abençoe.

  22. Raimundo

    Que Deus Abençoi nesta jornada..

  23. cleber

    adorei meditar na presença de DEUS..aqui..nesta pagina de ensino Bíblico
    ..

  24. Newton Perterson Albino

    Bom dia irmão, tudo bem?
    Parabéns pelo trabalho, muito bom!

    Só gostaria de fazer uma colocação — não estou fazendo-a em tom de debate, de forma alguma, apenas para esclarecimento —. Quanto a reconstrução do “Segundo Templo”, no caso, quando o povo retorna do cativeiro babilônico com Zorobabel e o Sacerdote Josué, a Reconstrução, ou o lançamento dos alicerses, não iniciaram com esses dois mencionados? Parece-me que com Esdras, acontece a rededicação do templo e não a construção deste.
    Se o irmão poder me ajudar fico muito grato.

    Obrigado, e mais uma vez, Parabéns pelo trabalho!

    • “No primeiro ano do rei Ciro, este baixou o seguinte decreto: A casa de Deus, em Jerusalém, se reedificará para lugar em que se ofereçam sacrifícios, e seus fundamentos serão firmes; a sua altura de sessenta côvados, e a sua largura de sessenta côvados;” (Esdras 6 : 3)

  25. Fulvio P. Lima

    Olá,
    Parabéns pela iniciativa, por favor, não pare, com certeza tem muito mais a compartilhar conosco.
    Você poderia enviar para o meu email (fulvioli@yahoo.com.br) o Talmude em português?
    Desde já agradeço.

    Abraços,

    Fulvio P. Lima

  26. FABIO BUDRI

    sou estudante busco sabedoria estou gostando muito sou novo convertido e a um ano atraz DEUS curou minha mulher eu disse a ela se Deus te curar eu irei para seus camihno o pai como sempre compri e hj estou batizado e sirvo a o pai e gostaria de relatar que estudo no eetad em sao paulo e a amiga da minha mulher me indicou agradeço desde ja DEUS ABENÇOE GRANDEMENTE SUA VIDA E DE TODA SUA FAMILIA

  27. Amém, Fábio.
    Veja estes vídeos que vão te ajudar muito.

    Encontrando o caminho estreito

    A verdadeira adoração

    Dinheiro, Música e Psicologia

    O evangelho da Glória de Cristo

    Algumas verdades que tenho aprendido em 50 anos
    Parte 1 – https://www.youtube.com/watch?v=syRxOlYnctU

    Parte 2 – https://www.youtube.com/watch?v=D4WTso-SA9E

    Anímico ou Espiritual?

    A verdadeira Santidade

    Por que o Sermão da montanha é importante.

    Zac Poonen legendado português: Descanso sabático para cristãos

    Zac Poonen legendado Português: A verdadeira adoração

  28. FABIO BUDRI

    amem muito obrigado o que vc diria de um igreja receber de pessoas que nao tem e consegue um dinheiro e da na igreja sabendo que nao tem

  29. Fábio,
    O pecado mais evidente de uma igreja que não saiu do Antigo Testamento é a cobrança do dízimo.
    Não há nenhuma indicação, nem clara, nem oculta, de que a Igreja cristã primitiva fosse dizimista.
    Sabe por que nem Jesus, nem Paulo, nem Pedro, nem nenhum dos apóstolos pregou ou ensinou qualquer coisa sobre dízimo? É porque nenhum deles tinha direito ao dízimo. Não eram levitas, eram judeus, à exceção de Paulo que era benjamita.
    Se você conhecer algum rabino, pergunte a ele se ele pede dízimo na sinagoga? Ele vai dizer que não. Pergunte por que não? Ele vai dizer “porque é pecado”. Imagina que até os judeus entenderam isto, mas os cristãos não.
    A igreja cristã primitiva não era a sinagoga judaica. Não havia, portanto, na igreja, a instituição dos levitas, ou seja, uma categoria de pessoas separadas para pregar a mensagem de Deus. A grande comissão de pregar o Evangelho até os confins da terra não foi dada a um grupo específico como os levitas, mas sim a todos os crentes em Jesus. Igreja e sinagoga são duas coisas totalmente diferentes.
    O dízimo no Antigo Testamento, para além do sustento dos levitas era empregado para o amparo dos pobres, viúvas, órfãos e estrangeiros que peregrinavam por Israel. A igreja ao menos faz isto?
    Para encurtar e responder a tua pergunta, recolher dízimo ou oferta de quem não pode dar é pecado. Recolher dízimo de quem pode dar também é pecado. É aliás, a espinha dorsal da Babilônia descrita em Apocalípse 17 e 18. Babilônia não é uma instituição pagã no Apocalípse, é a igreja dita evangélica que tem em Mamon o seu deus.
    “E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.” (Apocalipse 18 : 4)

    • Keylla Gomes

      Não entendi. Você não concorda em dar o dízimo? Eu entendo o dízimo além de princípio bíblico, uma forma de gratidão e entrega. Me explica então por gentileza a passagem de Malaquias 3.6-12, que faz menção á entrega dos dízimos e ofertas? Eu particularmente não entendo a polêmica sobre esse assunto. Gostaria que me ajudasse.

      • Oi Keylla, tudo certo?

        Não é exatamente, literalmente, precisamente isto que diz o famoso texto de Malaquias? “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa”.

        Não há mais casa para ser mantida. A igreja não é o Templo.

        Vou postar uma apostila sobre o dízimo na seção de dowloads do Blog. Se tiver paciência leia, vale a pena.

        Fica com Deus.

  30. alex rodrigues taborda

    Voces tem um estudo que falam sobre a criação, e as visões que os profetas Ezequiel e Joel.
    Abraços

  31. Henrique

    Eu queria saber uma coisa sobre todas as leis do antigo testamento.
    Se devemos levar todas em consideração e buscar prática-las;
    Se só algumas se aplicam a nós, cristãos, nos dias de hoje;
    Ou se não devemos nos preocupar em seguir nenhuma lei do antigo testamento mas só as coisas que Jesus ensinou no Novo.

  32. Oi Henrique, tudo bem?

    Em Hebreus 8:13 lemos: “Dizendo Nova aliança, envelheceu a primeira. Ora, o que foi tornado velho, e se envelhece, perto está de acabar”.

    Em 1988 foi promulgada uma nova constituição para o Brasil em substituição da antiga promulgada em 1946. Teria valor continuar obedecendo a antiga? Não teria. Mas a tua dúvida faz sentido porque vivemos uma cristandade que continua extremamente apegada ao Antigo Testamento. Aqui nesta cronologia, por exemplo, quando olhamos as estatísticas de acesso, 98,5% das visitas são em temas relacionados ao AT.

    Por que as pessoas são tão apegadas ao Antigo Testamento? Basicamente porque na antiga aliança a recompensa da obediência a Deus era imediata e terrena, e desta forma, as promessas ali descritas são muito mais atraentes que as do Novo Testamento. Veja Deuteronômio 28, Salmo 91, Malaquias 3, Levítico 26, etc., promessas como “ perseguireis os vossos inimigos, e cairão à espada diante de vós.” (Levítico 26 : 7); “ Bendito serás ao entrares, e bendito serás ao saíres”. (Dt 28:6); “…se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes”. (Ml 3:10)
    Já Jesus nos manda tomar a cada dia a cruz e segui-lo, o que é um bocado menos atraente.
    Mas respondendo objetivamente tua pergunta, não há nenhuma lei do AT que necessite ser observada porque o NT tem suas próprias leis, por sinal, impossíveis de serem cumpridas senão por aqueles que possuem o Espírito Santo.

    • Henrique

      Em Mateus 5:17-18, Jesus disse: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas, não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo, até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.” Essa passagem me faz pensar, será mesmo que não precisamos cumprir as leis do AT?! Como Jesus veio cumpri-lá, nós também não deveríamos faze-lo?
      Ainda tenho dúvidas sobre esse assunto, espero que sua próxima resposta possa esclarecer melhor. Desde já agradeço pela sua disposição, que Deus abençoe.

    • Victor Godoi

      Olá irmão. Gostei muito da sua página, é de bastante edificação. Mais não concordo com a sua opinião sobre as Leis do AT. Acho que as Leis das tábuas dos dez mandamentos devem ser seguidas sim, na minha humilde opinião é que Deus continua querendo que não matamos, nem furtamos, que não mentirmos, que não adoremos outros deuses, etc. Acho que as Leis de Deus são imprescindíveis para vivermos em comunhão com Ele. Mesmo não tendo a mesma opinião que você, respeito a sua e admiro muito seu trabalho. Parabéns pela página.

      • Oi Victor, como está?
        Em parte tenho que dar razão a você. Acredito que devo ter feito uma colocação mal feita sobre esta questão da Lei que vou procurar refazer. Quando achar um texto destes me passa, por favor.

        Jesus em Mateus 5 afirma que veio cumprir a Lei (v 17). Neste texto ele se refere à Lei de Moisés, os mandamentos. Disse que qualquer que violar a Lei e ensinar isto aos homens será chamado menor no reino dos céus (v19).

        Não só no Sermão da Montanha, como em todo seu ministério, Jesus ensina a obedecer a Lei em todos os sentidos. Em Mateus 23, mesmo condenando os fariseus, Jesus disse que eles ensinavam coisas boas, que no final, resumia-se à Lei: “Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as”. (Mt 23:3)

        Mas Jesus agravou a Lei. Tirou-a da coisa escrita para colocar no coração dos homens: Onde Moisés disse que matarás, Jesus reinterpretou a Lei colocando como réu de assassinato aquele que se encoleriza contra o próximo, ou que o ofende; O castigo do adultério, que era a morte por apedrejamento, saiu do ato para a intenção. Você há de lembrar de outros exemplos em que isto foi feito quando Jesus afirma: Moisés disse isto, eu porém, vos digo outra coisa.

        Ora, isto revoga a Lei de Moisés e outorga a Lei do Evangelho, que é melhor além de ser mais rigorosa.

        Hebreus 8:13 conclui desta forma que a Nova Aliança, envelheceu a primeira, e acrescenta que o que foi tornado velho, e se envelhece, perto está de acabar.

        Paulo reinterpreta o valor da Lei pela qual ele vivia antes de conhecer Jesus dizendo: “ o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê.” (Romanos 10 : 4)

        A Lei de Moisés continua sendo obedecida, incluídos, é claro, os dez mandamentos, uma vez que todas as leis do velho pacto estão presentes no novo. Mas nós não seguimos o antigo, mas o novo, que é melhor, pois é o aperfeiçoamento de uma coisa que não funcionava.

        No Antigo Testamento estão os salmos, os provérbios, a história da criação, a história dos patriarcas, do povo de Israel, as profecias, as cumpridas e outras por se cumprir. Isto é o que tem valor para nós. Mas a Lei de Moisés, que tem um valor histórico, não pode ter precedência sobre a Lei do Evangelho.

      • Ricardo

        O Senhor Jesus cumpriu a Lei e é muito fácil de entender, de fato os mandamentos não foram abolidos. Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu único Filho…….Não vivemos sob a Lei, vivemos a Graça que é simplesmente amor, e se é amor devemos amar e quem ama, simplesmente amando, cumpre a Lei. “Amarás o teu Deus e a nenhum outro e o teu próximo como a ti mesmo”. Um exemplo sobre o sábado, uns dizem que temos que guardar o sábado, outros o domingo, mas na realidade temos que guardar todos os dias, todos os minutos e segundos, porque a volta do Senhor pode ser a qualquer momento.
        Se eu estiver errado, por favor me corrijam e me perdõem;

  33. Oi Henrique,
    Jesus de fato não veio revogar a Lei, mas cumprir. Não só isto, mas agravar a Lei, tornando-a muito diferente da original.
    No Sermão da Montanha percebemos bem isto quando Jesus cita uma Lei de Moisés e acrescenta: “Eu, porém, vos digo”, e reinterpreta a Lei.
    Em Mateus 5:20 Jesus diz que a nossa justiça tem que exceder a dos escribas e fariseus, porque em vista do Novo Pacto, que é diferente da aliança estabelecida na Lei, o não cumprimento da reinterpretação, do agravamento, ou da nova lei resultante desta interpretação de Jesus pode nos levar ao inferno.
    Por exemplo, ainda em Mateus 5, quando Jesus cita: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo, ele reinterpreta a Lei de Moisés que era só isto: Quem matar, dependendo do julgamento que a Lei estabelecia, poderia ser morto. A Lei dava esta prerrogativa. Parece justo: matou – pode morrer. Mas Jesus diz que seu eu chamar meu próximo de Louco, sou réu do fogo do inferno. Assim, a Lei de Moisés não foi esquecida, ou desobedecida, mas agravada. Antigamente não podia matar, mas agora não pode sequer ofender o próximo, porque ninguém vai matar uma pessoa antes de passar por cima de outros direitos daquela pessoa, logo, a Lei está cumprida.
    A Lei de Moisés punia adultério com a morte dos dois adúlteros, mas Jesus agrava a Lei ao dizer que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. Portanto, não vale mais a Lei antiga, vale a nova, que em sendo cumprida, também a antiga foi cumprida.
    Vai daí que não só a Lei, mas o pacto antigo foi substituído por um novo, aquilo que diz Hebreus 8:13: “Dizendo Nova aliança, envelheceu a primeira. Ora, o que foi tornado velho, e se envelhece, perto está de acabar”. Paulo acrescenta: “Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê.” (Romanos 10 : 4)
    Veja que a Lei dizia que o Sábado deveria ser guardado sob pena de morte. Penso que é o único mandamento com pena de morte em que haja uma ocorrência de execução da pena no AT – em Números 15:32. Mas Jesus violou o sábado, segundo a Lei, mas reinterpretou o significado do sábado, de maneira que, segundo sua reinterpretação, não violou a Lei.
    É neste sentido que não temos que cumprir as leis do AT, mas sim, as novas, que são imensamente mais difíceis de serem cumpridas.

    • Henrique

      Está certo, faz sentido, mas muitas igrejas usam o que Deus falou em Malaquias sobre o dízimo como uma Lei a ser cumprida hoje e aí eu ficava pensando: como assim? Então tem leis do AT que são válidas para a igreja de hoje e outras não?!. Na minha opinião o dízimo não é uma lei a ser cumprida, mas eu entendo que todos nós temos que contribuir para manter o templo e quem trabalha só nele. Agora, voltando ao assunto inicial, Jesus veio e agravou a lei, tudo bem, então porque que continuaram fazendo a Bíblia com o AT e todas as suas leis se agora o que importa é o que Jesus ensinou?

      • Jotta Luiz

        Presado irmão Henrique.
        Vale lembrar que a igreja primitiva não tinha templos. E para manter os que se dedicavam ao evangelho em tempo integral e em caráter itinerante os cristãos eram orientados a servir de tudo. Enfim, praticavam a hospitalidade. Não é por acaso que Pedro que era um destes pregadores disse: “sede hospitaleiros”. Quero que saiba, que os cristãos não tinham templos e nem cogitavam em construí-los porque seguiam o exemplo do seu mestre e senhor – Jesus.
        Ao enviar seus discípulos, numa espécie de estágio, Jesus não disse nada que pudesse ser interpretado como mandamento para construir templos. disse apenas que eles deveriam ir de dois em dois de cidade em cidade saudando a TODOS dizendo “paz seja com vocês” e que nas casas onde fossem bem recebidos (como evangelistas) eles deviam permanecer (com o objetivo de fazer discípulos).
        E por falar em fazer discípulos Jesus disse que eles deviam fazer discípulos de todas as nações ensinando-os a guardar todas as coisas que Ele mandou. Nada além e nada aquém do que Ele mandou.
        Que o método de Jesus era eficiente, ninguém ousaria negar. A igreja nas casas custava pouco ou nada aos cristãos além de alcançar mais pessoas em menos tempo. E o que é mais importante, vivia mais unida. Os cultos eram menos cerimoniais e menos formais e mais aprendizado.
        A essa altura pode ser que você esteja se perguntando. Quando a igreja saiu das casas para os templos?
        É uma longa história. Falaremos sobre isto em outra oportunidade.
        Meu desejo é que O Espírito santo te guie em toda a verdade. Amém

  34. Oi Henrique,
    A prátca do dízimo não faz sentido. Como você diz, é preciso manter o templo, mais que isto, é um privilégio contribuir para seu sustento; é a vontade de Deus. Mas manter e cobrar o dízimo como doutrina cristã é abuso, e prometer prosperidade como consequência é pecado.
    Uma vez li o depoimento de um rabino que ao ser questionado por que na sinagoga ele não pedia dízimo, respondeu: poque seria pecado. Não existe mais o Templo e o dízimo servia exclusivamente para sustentar os levitas. Mas as igrejas, a maioria, mantém o dízimo por comodismo.
    Nem Jesus, nem Pedro, nem João, nem Paulo, nem ninguém no NT ensinou nada sobre o assunto, porque nenhum deles, nem Jesus, teria direito ao dízimo: não eram levitas, eram judeus, a maioria, e Paulo era benjamita.
    Mas o Antigo Testamento não é importante ser mantido por causa das leis, mas por causa da nossa história. Foi dali que viemos.
    Veja que o AT foi a Bíblia de Jesus e dos apóstolos. Ninguém possuia o Novo Testamento nos primeiros séculos do cristianismo. Sem ele não entenderíamos o significado do sacrifício de Jesus, nem saberíamos a história dos patriarcas, ou Noé, por exemplo, ou Elias, que são personagens constantemente citados por Jesus e pelos demais apóstolos. Ademais, o AT foi o guião que permitiu aos que ouviam o Evangelho confrontá-lo com as promessas da vinda do Messias, sua vida e seus feitos. Também não teríamos como entender muitas passagens como I Co 10, onde no verso 6 Paulo diz: “E estas coisas foram-nos feitas em figura, para que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram”. Muitas coisas dalí foram deixadas para nós para aprendizado”.
    Olha, fechando o assunto, muito bom que você se incomode com isto, porque ninguém se incomoda. Os cristãos vivem hoje um cristianismo muito mais denominacional que bíblico. Fique firme, sabendo que você vai arranjar muitos problemas com os comodistas. Mas os comodistas correm um risco muito sério de pegarem o bonde errado, conforme diz Paulo em II Ts 2:10-11: “E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira”.
    Já ouviu algum sermão do Irmão Zac Poonen? Tem alguns links nesta página. Ele costuma citar esta passagem como a mais assustadora do Novo Testamento, porque nela Paulo diz que Deus está contra aqueles que não têm amor à verdade, e por causa deste desapego à verdade, serão enganados pelo próprio Deus.
    Fica com Deus, meu irmão.

  35. valdir ferreira pinto

    Sou leitor(estudante da bíblia) e muito tenho aprendido com esta instituição e gostaria, como gratidão, de contribuir com algum numerário mensalmente para a manutenção desta causa. É necessário?

  36. Oi Valdir, Obrigado pela oferta mas não é necessário.
    Valeu. Fica com Deus.

  37. erli alves pereira

    olá fico muito triste de ver um material bom historicamente como esse mas que devido a intolerancia do autor agride tanto a igreja catolica romana ….por favor nao faça isso …respeite esta igreja milenar e de onde veio sua igreja se não dos primordio catolicos ?????

  38. Oi Erli, como está?

    Há somente cinco citações sobre a Igreja Católica em todos os textos: três sobre o frei Dionísio, o Exíguo, que não são desabonadoras, e duas sobre as datas da Páscoa. Nestas duas últimas comentamos que o calendário católico é pagão, e que os protestantes o seguem assim mesmo.

    Primeiramente não houve qualquer intenção de ofender ninguém, mas de esclarecer. De fato, poderia substituir “data pagã” por “data equivocada”, que neste caso seria sinônimo de errada, mas não chamaria a atenção para o fato de ser pagã, que é a intenção.

    Ainda sem querer ofender, mas esclarecer, o catolicismo é uma religião pagã que contraria todos os princípios do Evangelho, a começar pela prática de adoração de imagens de santos, proibida nos dez mandamentos.

    No catolicismo se aprende que o primeiro mandamento é amar a Deus sobre todas as coisas, mas a frase, que de fato é verdadeira, é uma interpretação dos dois primeiros mandamentos que são estes, conforme Êxodo 20:3-5:

    Primeiro mandamento: Não terás outros deuses diante de mim.

    Segundo mandamento: Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam.

    Para retirar a idolatria proibida no segundo mandamento, a teologia católica resume os dois primeiros em um: “Amar a Deus sobre todas coisas”.

    Veja o texto completo de Êxodo 20 em sua Bíblia e constate que se juntar os dois sobram oito, e não nove. O catolicismo prega, portanto, Nove Mandamentos, e não Dez. O décimo que acresceram é inventado.

    Ensina que o católico deve fazer “tudo por Jesus mas nada sem Maria”; Prega a doutrina do purgatório que não tem qualquer fundamentação bíblica; Ensina que a procissão tem poder, contrariando assim Isaías 45.20 que diz que “nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira, e rogam a um deus que não pode salvar”; Prega o poder da extrema-unção para salvação do pecador moribundo; Prega a eficácia da oração pelos mortos; Prega o poder de rezas e ladainhas confrontando Jesus conforme Mt 6.7: “E, orando não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que pelo muito falar serão ouvidos”; Acrescenta livros apócrifos ao cânon sagrado, que merecem mesmo o título de apócrifos, pois ensinam o poder da feitiçaria; Ensina a eficácia da oração dirigida aos santos contrariando o que Paulo diz em 1Tm 2.5, “Porque há um só Deus, e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, Homem”; Ensina que um padre pode perdoar pecados contrariando Mc2.10.

    A lista é interminável: Autoflagelação, batismo de crianças, crisma, celibato clerical, penitência, indulgência, a infalibilidade do papa, quando houve tantos papas assassinos, veneração de relíquias, os sete sacramentos, que Deus tem mãe, etc.

    No passado fez a inquisição que queimou vivos seus adversários simplesmente porque baseavam sua fé nas escrituras e não na interpretação do papa. Faz ideia do que deve ser morrer queimado? Vendeu indulgências a pessoas aterrorizadas pelas falsas pregações de supostos ministros de Deus; Nem tanto tempo atrás, o infalível Pio XI acobertou o nazismo passando para a história como o papa de Hitler, enfim, outra lista interminável, cheia de abominações.

    Eu acho que dizer que o calendário pascal é pagão é até o que tem a menor importância.

    Erli, percebe-se pelas tuas palavras que é uma pessoa de bem e sincera em sua crença.

    Não peço que aceite o que foi dito aqui, apenas que leia o que está escrito na sua Bíblia e tente achar algum fundamento para as doutrinas ensinadas no catolicismo. Não vai achar.

    Faltou responder a sua pergunta, se a minha igreja veio ou não dos primórdios do catolicismo: Não veio.

  39. erli alves pereira

    uma igreja de 2000 anos ser chamada de seita . de religiaoa paga ..eh brincadeira….mas enfim ……que Deus tenha misericordia…
    obrigada de qualquer forma….e saiba que este discurso ja passou de tempo ..que catolico adora imagem ..abraço fraterno.

  40. erli alves pereira

    uma igreja de 2000 anos ser chamada de seita ou de religiaoa paga ..eh brincadeira….mas enfim ……que Deus tenha misericordia…
    obrigada de qualquer forma….e saiba que este discurso ja passou de tempo ..que catolico adora imagem ..abraço fraterno.

  41. Edson

    Quais eram as atribuições dos juízes no antigo testamento?

    • Caro Erli, me perdoe por me intrometer nesse seu assunto, todavia me sinto na liberdade de emitir a minha opinião, como Cristão que sou:

      Eu sempre me perguntava como pode um cego dos seus olhos na carne viver nesse nosso mundo complicado. A dificuldade de locomoção, da própria manutenção diária, estudar, trabalhar, ver as coisas como de fato são, assistir a um espetáculo qualquer de futebol, shows, teatros, cinemas, televisão, e etc, enfim, como era poder viver, (se podemos chamar a isso de viver), dessa forma,

      As vezes eu via um cego e esses pensamentos me incomodavam.

      Eu tive uma pessoa cega na família, que era parente de meu pai paterno, e quem eu admirava muito, pois ela vivia em plena felicidade, fazia sozinha todos os serviços de sua casa incluindo cozinhava muitíssimo bem, e era uma sanfoneira (tocava sanfona) invejável.

      Eu um dia, para satisfazer a minha estupidez, com todo o cuidado possível, me aproximei em uma das visitas que fizemos em sua casa, reservadamente e com muita cautela perguntei como ela podia ser tão completa em suas atividades e ter uma vida tão alegre e tão cheia de felicidade, pois nós pensávamos nela sempre com muita pena e piedade.

      Ela então me respondeu:

      Vocês veem com os olhos carnais e acabam enxergando todas as imundícias que o mundo produz, as idolatrias que os homens praticam, os falsos deuses que eles servem dentro das suas igrejas igrejas denominacionais, as heresias, os bezerros de ouro que idolatram disfarçados com muitos nomes a gosto dos infelizes que os seguem, exemplificando as “nossas senhoras disso, daquilo, daquele outro, assim como os santos disso, daquilo e daquele outro, e por aí vai, assim como as injustiças que eles cometem em nome dos seus falsos deuses, enfim, vocês vivem em um mundo onde satanás é o rei, e todos se curvam às sua vontades, e eles sim cegam o verdadeiro entendimento das pessoas, ele não cega os olhos mas cega a alma.

      Todavia, O Senhor nos deu a graça de enxergar com os olhos de nosso espirito e assim vivemos sim no seu verdadeiro mundo onde enxergamos aquilo que vocês não conseguem enxergar porque vivem nesse mundo.

      Com isso, nós cegos, e longe de poder enxergar a corrupção moral e espiritual que é praticada nesse mundo, nós vivemos louvando e Glorificando o nosso Grande Senhor e Único Salvador Jesus Cristo, que nos deu por Sua Graça tão grandes olhos para nós, pois enxergamos o Seu Reino,

      Por isso somos tão alegres, porque não nos deixamos contaminar e nem nos envolver com as praticas mundanas, inclusive as praticadas dentro das próprias igrejas denominacionais que auto se intitulam cristãs e chamam para si a primazia da Igreja Primitiva. Infelizes…………

      Querem mostrar ao mundo um poder e uma glória que não tem, porque não conhecem ao Senhor Jesus e muito menos àquele que o enviou. O coração dos seus lideres e seguidores são tão ou mais pecadores do que o coração dos fiéis que as frequentam, as quais na verdade são verdadeiras arapucas de satanás nesse mundo.

      Ela ainda acrescentou: Quem você disse que é cego meu filho?

      Eu lhe respondi: “A Tua benção minha Tia”

  42. Por favor, eu gostaria de saber em qual momento da história do mundo está inserido, cronologicamente falando, o relato bíblico da história da criação do mundo descrita nos primeiros capítulos do livro bíblico de Gênesis?

  43. Olá Walmir,
    Se você se refere à periodização da história, ou seja, pré-história, idade antiga, media, moderna, contemporânea, eu diria que em nenhum deles.
    Segundo as definições ensinadas, a pré-história começa com o surgimento do homem na terra há 75 milhões de anos atrás, e termina em 4.000 AC.

    A Bíblia desconhece de onde vem isto e coloca a criação do homem em cerca de 4.000 AC, ou seja, menos de 6.000 anos atrás.

  44. Qual o credo dos admiradores deste blog?

  45. Fico impressionado com tanta besteira em um só lugar, o cara não tem base cientifica, escreve o que vem na mente e o povo ainda “aplaude”, essa é a nossa cultura analítica e crítica. E o pior, tem gente que ainda dar os parabéns pra tanta besteira em um só lugar. Minha opinião, é que tudo é uma farsa, inventada pelo homem, busca de dinheiro, sempre foi assim, a própria bíblia é um conto de história de ficção, nem católicos e nem evangélicos estão com a razão, nenhuma das duas tem fundamento científico/ arqueológico, e muito menos o escritor desse site, que não sabe nem o que esta falando.

    • Oi Carlos, tudo certo?
      Poxa, cara, que raiva esta tua. Mesmo não concordando com tua opinião, acho que ela tem fundamento, porque percebo que recai muito em cima da religião.
      Eu mesmo não sou afiliado a nenhuma delas. Minha religião é a Bíblia.
      Nós vivemos num tempo particularmente ruim no que diz respeito à coisa religiosa, que acaba por servir apenas a alguma forma de exploração da simplicidade das pessoas, com raras exceções. São todas ruins? Claro que não.
      Mas veja que é preciso saber distinguir entre a Bíblia e a religião. São coisas absolutamente diferentes. O cristianismo não é uma religião, mas, um estilo de vida, que se resume a imitar Jesus.
      Mas muitas denominações, não todas, criaram este farisaísmo religioso nojento que visa unicamente o dinheiro. Também abomino tudo isto, e talvez minha raiva seja até maior que a tua.
      Mas olha, leia a Bíblia. É mesmo a Palavra de Deus. Eu poderia te dizer que vim do abismo, das drogas, da mentira, da hipocrisia, da traição e tudo aquilo que tem de ruim. Mas vim a conhecer Jesus estudando a Bíblia.
      Leia a Bíblia que vale a pena. Não custa nada.

      Fica com Deus.

  46. Renato Reis

    Olá, estou gostando muito desta página, já me esclareci em muitos aspectos. Gostaria de fazer uma pergunta : Quanto tempo decorre desde a queda dos muros de Jericó até o nascimento de Davi? Esse questionamento se dá para debater aqueles que dizem que a Raabe citada na genealogia de Jesus não é a mesma prostituta que foi salva em Jericó. E o argumento usado é que o período seria muito longo para apenas 5 gerações. Desde já agradeço.

  47. Oi Renato, os incrédulos são assim mesmo, grandes hipócritas, porque com tanta coisa para se preocupar, ocupam-se de tentar destruir a Bíblia.

    Entre a queda de Jericó e o nascimento de Davi são 367 anos. As genealogias listadas em Mateus, Lucas e no Livro de Rute são idênticas, e de fato confirmam um período longo, mas possível, para cinco gerações. Jesse teve muitos filhos e Davi foi o último, afora que as filhas mulheres não são citadas.. Quantos anos teriam os pais listados nas genealogias não sabemos, e desta forma não se pode precisar datas..

    Mas veja que a pessoa que duvida da possibilidade da genealogia estar correta, também deve duvidar que Josué atravessou o Rio Jordão seco, como Moisés atravessou o Mar Vermelho, e deve duvidar também de muitas outras coisas, de maneira que se você encontrar uma resposta satisfatória para esta questão, virão outras.

    Não é, portanto, a Bíblia que tem um problema, mas sim quem dela duvida, porque perde tempo com coisas menores, enquanto deveria estar procurando, ao contrário, se aproximar de Deus.

    Pergunta pro cara em que ano ele nasceu, ou em que ano estamos, e a história secular vai ditar para ele uma data depois de Cristo. Jesus dividiu a contagem da história, de maneira que tudo que datamos é datado depois de Cristo, um carpinteiro que foi seguido por pescadores, gente sem influência, nascido num dos lugares mais insignificantes do mundo daquele tempo. Só por Deus poderia ter ocorrido esta coincidência, de maneira que minha sugestão é recomendar a quem faz tais perguntas que as anote para perguntar a Deus quando ele comparecer diante dele para ser julgado. Com certeza nesta ocasião ele vai ter uma resposta precisa.

    Fica com Deus.

  48. Claudirceu Marra

    Quero enviar uma tabela que relaciona reis com profetas. Como devo fazer, se há interesse?

  49. Marcelo

    Gostaria de saber se você tem uma régua cronológica da Bíblia e parabéns pelas matérias, comecei a entender e visualizar melhor a história dos Hebreus.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s