O calendário judaico do ano 30

De acordo com o calendário judaico não há qualquer hipótese de Jesus ter sido crucificado numa sexta-feira, nem no ano 30, nem em qualquer outro ano da década que circunda esta data.

Na forma de contar o tempo dos judeus o primeiro dia de cada mês sempre coincide com a lua nova, e o 15° dia com a lua cheia, o que não significa, no entanto, que a troca da lua aconteça em simultâneo com estes dias, apenas que estes dias acontecem nestas luas.

Há, à disposição de todos, na internet, vários sites judaicos que exibem este calendário, permitindo a busca de datas entre o ano 1 de nossa era até os dias de hoje. Cito dois, para sua própria consulta: http://www.jewishyear.com/ e http://elkind.net/calendar/

É baseado neles que montamos o calendário do mês de Nisan do ano 30, ano da crucificação de Jesus, correspondente ao nosso mês de Abril.

De acordo com a nossa tradição, Jesus foi crucificado numa sexta-feira, mesmo dia da última ceia com seus discípulos, referente à celebração da Páscoa judaica, o que acontece, de acordo com a Lei de Moisés, às primeiras horas do dia 15 de Nisan, que conforme vimos, se inicia no entardecer do dia 14, logo após o por do sol.

Na estrita observância de seus costumes, podemos ainda hoje ver que os judeus fazem distinção das horas nos diversos pontos do planeta. Embora o padrão Greenwich Mean Time (GMT) sincronize os horários de todo mundo, há de fato uma defasagem nos horários do por do sol de acordo com a localização da cidade.

Com relação à data em 2011, por exemplo, 14 de Nisan caiu num 18 de Abril. A Páscoa judaica foi celebrada no por do sol deste dia, já 15 de Nisan no calendário judaico, o que fez com que em Nova York a celebração acontecesse após às 19:37 horas, hora em que se põe o sol nesta cidade. Em Buenos Aires aconteceu a partir das 18:26 horas; em Jerusalém após às 19:09 horas, no Rio de Janeiro após às 17:37 horas, etc.

Se a última ceia de Jesus corresponde à celebração da Páscoa judaica, conforme entende a nossa tradição, a mesma teria acontecido obviamente no 15 de Nisan.

Lembrando que a quinta-feira se inicia no entardecer da quarta-feira pouco depois das 19 horas (no mês de abril) em Jerusalém, todos os eventos seguintes à ceia, ou seja, a prisão de Jesus no Horto das Oliveiras, sua tortura na casa de Caifás, o julgamento de Pilatos, a crucificação, todos estes eventos teriam ocorrido no mesmo dia, entre as cerca das 19 horas, primeira hora do 15 de Nisan, até aproximadamente o mesmo horário do dia seguinte, e desta forma, 15 de Nisan daquele ano deveria ter coincidido com uma sexta-feira.

No entanto, ao examinarmos o calendário da Páscoa do ano 30, encontramos o 15 de Nisan numa quinta-feira, e não sexta-feira, como seria esperado, e assim, poderíamos considerar que o evento não ocorreu no ano 30, ou que o calendário judaico está errado.

Examinando os anos da década que circunda o ano 30, anos entre 25 e 36, também não encontramos nenhum 15 de Nisan numa sexta-feira. Veja a tabela abaixo:

Se não há nenhuma sexta-feira coincidente com 15 de Nisan na década examinada, a outra maneira de entender a questão implicaria propor que o calendário judaico está errado, e assim apontar onde está a falha, se ela de fato existir. Mas não existe.

Alguns poderiam considerar a possibilidade de um suposto erro ser influenciado pelo advento dos chamados “anos faltantes” na contagem do tempo judaica. Mas estes anos faltantes são o resultado do encurtamento do tempo histórico da dominação grega que fez coincidir o ano 1 de nossa era com o ano 3760 dos judeus, o que tem de real apenas o fato de ser uma convenção, como também o é o nosso Anno Domini.

Há de fato um desacordo entre os dois calendários quando se trata da conversão da data judaica para a gregoriana, que não pode, no entanto, ser considerado erro, pois sendo o ano judaico 11 dias mais curto que o nosso, os dois calendários só se sincronizam a cada 19 anos, de maneira que esta falta em nada nos afeta, uma vez que todos os eventos relacionados à crucificação de Jesus são datados e compreensíveis apenas à luz do calendário judaico, e não do nosso.

Veja que os calendários judaicos que sugerimos acima apresentam 15 de Nisan do ano 30 como sendo o dia 4 de Abril, quinta-feira, quando os calendários lunares perpétuos mostram que foi 6 de Abril, entrada da Lua Cheia, conforme se pode constatar no endereço eletrônico abaixo:

http://www.cienciaseternas.com/Horoscopos/CalendarioPerpetuo.htm

Não é demais lembrar que no calendário judaico, o início do mês sempre coincide com a Lua Nova, e consequentemente, o dia 15 sempre com a Lua Cheia, e desta forma, qualquer que seja o ano, poderemos inferir que a noite da prisão do Senhor no Getsêmani era noite de Lua Cheia, noite clara.

10 Comentários

Filed under Uncategorized

10 responses to “O calendário judaico do ano 30

  1. Danilo Cavalheiro

    Gostei dos comentários do 3. ano . Êh raro encontrar comentários pertinentes.
    Danilo Cavalheiro

  2. Valdir

    Ei apesar de concordar com os seus argumentos, percebo que vc nao conseguiu descartar o ano 33 como sendo uma possivel data da morte de Jesus segundo a tradição, Veja se em 33 o dia 15 foi um sábado, então sexta-feira fois realmente o dia da preparaçao, e tambem dia da morte, vc deve resolver isso antes de descartar o ano 33, certo?

  3. Oi Valdir. No ano 33, conforme você observou, o dia 14 de Nisan, quando se prepara a Páscoa, caiu numa sexta. Se seguirmos a tradição (do ano 33), Jesus teria sido crucificado num Sábado, o que é descartado como data por todos os evangelhos. Fora isto, houvesse sido sepultado num Sábado e ressussitado Domingo, Jesus não teria cumprido o Sinal de Jonas.

    • Fernando Toquero Barreto

      Eu gostaria de seguir a mesma argumentação do amado Valdir, mais respaldado nas Sagradas Escrituras como base. No livro de Êxodo há uma orientação quanto à celebração da pascoa: Guardem-no até o décimo quarto dia do mês, quando toda a comunidade de Israel irá sacrificá-lo, ao pôr-do-sol. Êxodo 12:6. Isso que dizer que o sacrifício ocorre no dia 14 do mês de nisan a tarde e o sacrifício do cordeiro pascoal é uma sombra futura do sacrifício de Jesus Cristo. Sigamos os trechos bíblicos que nos apresenta a cronologia dos fatos em (Mat.26.17;Mac.14.12;Luc.22.7) Apresenta uma comemoração no 1 dia dos pães asmos, mais há alguns fatores que gostaria de poderá, João batista surgiu pregando: No décimo quinto ano do reinado de Tibério César (Lucas 3:1) Foi nesse ano que veio a palavra do Senhor a João
      Lucas 3:2 ; Tibério se tornou Cesar em:(19 de agosto de 14 d.C.), ficando Tibério como único herdeiro. Tibério sucedeu a Augusto em 19 de agosto de “767 ab urbe condita”, correspondente ao ano 14 d.C.. Após a sua entronização, todos os poderes foram transferidos para Tibério. Wikipédia. Se João surgiu pregando no15 ano de Tibério, isso contabilizaria do período do dia 19 de agosto do ano 29 D.C até o dia 28 de agosto do ano 30 D.C. Tomemos com base que João deu inicio em seu ministério depois da pascoa do ano 30 D.C, depois do mês de nisan, ainda estaria no 15 ano de Tibério Cesar e jesus tivesse sido batizado no final do ano 30 D.C ou inicio do ano 31 D.C ,o ministério de Jesus teria durado 2.6 anos e meio para 3 anos e é citado 3 pascoas no evangelho de João (2.13; 6.4; 18.28) primeira pascoa 31 D.C; segunda pascoa 32 D.C e terceira pascoa 33 D.C a morte de Jesus segundo o calendário exposto no site de vocês em 33 D.C o 15 dia cai no sábado que estaria em harmonia com o evangelho de João que cita da pascoa sendo celebrada no sábado (18.28;19.14,31;) Jesus sendo o cordeiro no dia 14 da sexta feira conforme, as ordenanças em (Êx.12.6). E quanto a três dias jesus fora enterrado na sexta que começava as 18:00 da quinta e terminava as 18:00 da sexta o sábado deu inicio as 18:00 da sexta e terminou as 18:00 do sábado e o domingo se deu inicio as 18:00 do sábado e terminou as 18:00 do domingo. Estando enterrado na tarde de sexta o sábado inteiro e a noite de domingo ressuscitando somente no domingo de manha, estado três dia enterrado, não sendo dias integrais, algumas hora de sábado e algumas hora de domingo. Dessa forma eu deixo a paz a todos (nanobarreto79@hotmail.com)

      • Fernando Toquero Barreto

        correção algumas horas de sexta, um sábado inteiro e algumas horas de domingo.

  4. Christian Gondar Henríquez

    tA Páscoa Judaica nunca é celebrada o dia 15 de Abib (Nissan). Esta data errónea foi imposta por Hillel II através de un pseudo-calendário judaico fixo do seu próprio feitio e que substituiu ao verdadeiro calendário hebreu ancestral (que se perdeu) apenas como uma convenção devido às cruentas perseguições contra os judeus e sob a influência direta das práticas pagãs que o povo israelita absorveu durante os cativeiros a que foi submetido e além disso para não perder de vez a prática litúrgica do judaísmo. Toda vez, que alguém considera como marco de referência o calendário judaico atual, na verdade está pisando sobre areia movediça, já que o autêntico calendário judaico foi substituído por Hillel II no século IV e pasmem, até incorporou a semana instituída pelo emperador romano Constantino no Concílio de Nicéia (325), deslocando até o próprio dia de repouso judaico (chamado de Shabbat pelos judeus e que também se perdeu para sempre) e substituindo-o pelo Sábado (que na verdade era outro dia pagão destinado a honrar uma deidade dos povos gentios chamada Saturno e de onde provém etimologicamente o nome: “Sábado”, embora muitos ingenuamente pensem que a verdadeira raíz é a palavra hebraica: “Shabbat”. Quem dera!) A data exata da celebração do Péssach (Páscoa judaica), consta na própria Bíblia: “Partiram, pois, de Ramessés no primeiro mês, no dia quinze do primeiro mês; no dia seguinte da páscoa saíram os filhos de Israel por alta mão, aos olhos de todos os egípcios. Números 33:3″ A confusão decorre do fato de confundir a Páscoa Judaica que antigamente (antes da paganização do povo israelita) era celebrada aos 14 de Abib (Nissan) segundo consta no livro dos Números 33:3, com o primeiro dia do Chag Ha’Matzot (Festa dos Pães Asmos) que era também um dia de repouso. Aliás, pelo que eu tenho observado, existe a opinião de que a data da crucifixão de Jesús teria acontecido uma quinta feira 14 de Abib (Nissan) do ano 32 da Era Comum ou Cristã e esses dados são corroborados pela NASA. Dessa forma, Jesús teria estado enterrado 3 dias, segundo consta nas narrações dos evangelhos e de acordo ao verdadeiro calendário judaico, que repito… não é o atual.

  5. shalom boa noite,
    nossa gente, se encontrasse o calendario do tempo de Jesus, com certeza iríamos descobrir o dia certo.
    temo duvida qual foi o dia correto, pelo o calendário grego foi no domingo, mais eu creio que no Sabbath ele já tinha ressuscitado, porém olhando a observação acima da pra entender que ele foi preço em uma terça.
    estou confusa

  6. moreira silva

    para achar a data certa do calendario antigo pode ser simples so pegar quando comera apascoa no egito e saira de la. ai deve se calcular certo amem?

  7. Carlos Augusto de Moraes Cruz

    Shalom a todos, hoje resolvi pesquisar um pouco sobre a data da última Ceia de Jesus, e acabei descobrindo que na época dele vigorava um segundo calendário ESSENIO, descrito nos manuscritos do Mar Morto, segundo o qual o Ano Novo, a Pascoa e a Festa de Tabernáculos é sempre comemorada no mesmo dia da semana que é a quarta-feira. Pois como segundo Gênesis o Sol, a Lua, e as estrelas foram criados no quarto-dia da criação isto significaria um marco para as festas Bíblicas.

    Segundo este calendário, que não era aquele seguido pelos sacerdotes da época, a Ceia teria acontecido ao por do sol da terça-feira. O que garante um tempo razoável para os eventos que ocorreram até a crucificação de Jesus, que pode ter ocorrido tanto na quinta quanto na sexta-feira.

    Alguém pode comentar sobre isto?

    Este calendário seria aquele usado no antigo testamento?

    Aparentemente o calendário que os sacerdotes judeus usavam na época de Jesus havia sido instituído a mais ou menos 200 anos antes de Cristo e por isso parte do povo ainda se baseava no calendário antigo. Foi o que li, mas não sou especialista.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s