Os documentos históricos sobre a queda da Babilônia

Há muita documentação histórica disponível sobre este período e entre elas se destacam três de nosso particular interesse, pois tratam da queda da Babilônia e conseqüente final do exílio de Judá: a Crônica de Nabonido, o Cilindro de Nabonido, e o Cilindro de Ciro, os três na posse do Museu Britânico.

Quanto ao Cilindro de Nabonido, existem duas versões, uma no Museu Britânico e outra no Museu de Berlim. Trata-se de cilindros diferentes, ambos originais, idênticos um ao outro, senão por apenas uma diferença que se refere à reverência de divindades diferentes. Conforme nota de Paul-Alain Beaulieu, tradutor do cilindro londrino para o idioma inglês, enquanto o cilindro de Berlim aponta neste contexto o deus Sin, o de Londres se refere a Bel, sendo ambos nomes que se referem a Marduke, mostrando desta forma que Nabonido tentou sincretizar ambas as divindades como uma só.

A Crônica de Nabonido e o Cilindro de Ciro são complementares, uma vez que enquanto a primeira trata dos 17 últimos anos do Império Babilônico, o segundo trata da ocupação medo-persa.

O Cilindro de Nabonido, por sua vez, nos conta muito sobre a personalidade deste rei, mostrando uma sinceridade incomum quanto às suas fraquezas e temores, bem como sua consciência bastante clara sobre o curso da história.

Nabonido encontrou, durante seu governo, inscrições no nome dos reis assírios Shagaraki-shuriash e de Niram-Sin, filho de Sargão, e não só as manteve intactas, como demonstrou por elas um público e reverente respeito, algo incomum à maioria dos governantes de seu porte.

É importante ressaltar que todos estes documentos foram escritos segundo a ótica pagã dos dois reis. Mesmo assim é inegável a similaridade e coincidência com os eventos bíblicos.

Pesa sobre a Crônica de Nabonido a necessidade de se analisar a natureza de sua objetividade, uma vez que no relato do último ano de seu governo ela reporta eventos posteriores a Nabonido, que em última análise deveria ser seu maior beneficiário. Dá-se o contrário, pois nela, Ciro é o grande vencedor desta contenda.

Vamos seguir atentamente o que aqui é dito sobre Gobrias, o personagem histórico que tem muito a ver com a figura de Dario, o medo.

Infelizmente todos estes documentos foram danificados pelo efeito do tempo e possuem falhas não sendo possível a sua leitura integral. Onde ocorrem estas falhas, havemos de esclarecer com o título […lacuna…].
Na análise destes documentos, alocaremos, conforme feito em relação aos reis babilônicos, as datas de acordo com a sugestão cronológica da Bíblia, e não da história secular.

Anúncios

2 comentários

Filed under Uncategorized

2 responses to “Os documentos históricos sobre a queda da Babilônia

  1. Pingback: Índice (clique para acessar) | Cronologia da Bíblia

  2. impressionante e pensar que muitos ainda não crêem na biblia ! quanto mais precisa ser achado pras pessoas crerem ? tbm faça uma lista de todas as grandes descobertas ? e lembrem quantas a midia divulgou ? nenhuma porque será ? a midia é do mal e tudo que falam é mentira !