Sodoma e Gomorra

1848 AC – (Anno Mundi 2048) – destruição de Sodoma e Gomorra
Foi por volta desta época, entre a circuncisão de Abraão e o nascimento de Isaque, que Deus destruiu as cidades de Sodoma e Gomorra.

Ló, sobrinho de Abraão habitava em Sodoma e por concessão de Deus, ele e sua família foram evacuados da cidade indo buscar refúgio em Zoar, isto por volta do Anno Mundi de 2048.

Ló passou a habitar nas regiões altas de Zoar. Sua esposa, como se sabe, transformou-se numa estátua de sal ao desobedecer as ordens de Deus quando voltou-se para ver o que sucedia nas cidades.

Ló vivia com suas filhas que não haviam produzido descendentes de seus maridos. Consideraram estas, que em sua família não havia homens que sucedessem a seu pai, e resolvem embriagar Ló para gerarem elas próprias filhos de seu pai: “E a primogênita deu à luz um filho, e chamou-lhe Moabe; este é o pai dos moabitas até ao dia de hoje. E a menor também deu à luz um filho, e chamou-lhe Ben-Ami; este é o pai dos filhos de Amom até o dia de hoje. (Gn 19:37-38)

De Ló, portanto, procederam estas duas nações, a saber, os amonitas e os moabitas, cuja relação com Israel virá a ser bastante tempestuosa a ponto de Moisés escrever uma lei no Deuteronômio proibindo que amonitas e moabitas pudessem entrar na congregação do Senhor (Dt 23:3) ao mesmo tempo em que sabemos que o grande rei Davi é neto de Rute, uma moabita.

No Livro de Jasher há um comentário interessante a respeito da atitude das filhas de Ló: diz Jasher que ao saírem de Sodoma vieram a se refugiar em uma caverna. Nos dias que se seguiram, vendo que as cidades haviam sido destruídas, imaginaram que todo o mundo o fora também, e que, portanto, haviam restado somente eles e desta forma, a continuidade de sua espécie dependeria da procriação com o próprio pai.

Advertisements

3 comentários

Filed under Uncategorized