Ano 30 DC – 14 de Nisan – quarta-feira – Dia da Preparação

Todas as passagens do Novo Testamento quanto ao “dia da preparação” se referem ao 14 de Nisan, dia da preparação da Páscoa, conforme a Lei de Moisés. Em nenhum caso se refere à sexta-feira. Vejamos todos eles:
 
1 – Relato de Lucas quanto ao sepultamento de Jesus: “E era o dia da preparação, e amanhecia o sábado.”  (Lucas 23 : 54)
 
2 – Relato de João quanto às palavras jocosas de Pilatos dirigiras aos fariseus no dia da crucificação do Senhor: “E era a preparação da páscoa, e quase à hora sexta; e disse aos judeus: Eis aqui o vosso Rei.”  (João 19 : 14)
 
3 – Relato de João quanto à providência que os fariseus queriam tomar para apressar a morte de Jesus: “Os judeus, pois, para que no sábado não ficassem os corpos na cruz, visto como era a preparação (pois era grande o dia de sábado), rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados.”  (João 19 : 31)
 
4 – Relato de João quanto ao sepultamento de Jesus: “Ali, pois (por causa da preparação dos judeus, e por estar perto aquele sepulcro), puseram a Jesus.”  (João 19 : 42)
 
5 – Mateus se refere ao dia seguinte à morte de Jesus quando os sacerdotes foram solicitar a Pilatos a guarda do túmulo: “E no dia seguinte, que é o dia depois da Preparação, reuniram-se os príncipes dos sacerdotes e os fariseus em casa de Pilatos,”  (Mateus 27 : 62)
 
Conforme vimos, o 14 de Nisan era o dia da preparação da Páscoa, uma quarta-feira, conforme o calendário judaico do ano 30 de nossa era. De acordo com a Lei, o 15 de Nisan, que naquele ano caiu numa quinta-feira, era um SÁBADO, dia solene de descanso.

Vê-se pelo texto de Mateus que não é o sumo sacerdote quem vai a Pilatos, mas sim, os príncipes dos sacerdotes. Foi uma forma de os príncipes darem sua cota pessoal de sacrifício, poupando o sumo sacerdote de violar o Sábado.

João 19:31 faz referência que aquele era um grande dia de SÁBADO, pois era um dos dois SÁBADOS da festa, ou seja, o 15 e 21 de Nisan, dias de descanso solene. O SÁBADO, 15 de Nisan, caiu numa quinta-feira, e o SÁBADO, 21 de nisan, último dia da Festa dos Ázimos, caiu numa quarta-feira.

Conforme o capítulo 13 de João, Jesus ceou com os discípulos, e depois da Ceia lavou-lhes os pés. Só então Judas, que havia previamente combinado o preço da traição de Jesus com os sacerdotes (Mateus 26:14-16) ausentou-se do cenáculo para entregá-lo às autoridades.

Jesus foi preso no Monte das Oliveiras tarde aquela noite. Foi primeiramente levado à casa de Anás (João 18:13), sogro de Caifás, o sumo sacerdote aquele ano, e mais tarde levado à presença do próprio Caifás.

João era de alguma forma conhecido de Anás (João 18:15) e desta forma pode acompanhar Jesus até o interior da casa onde foi interrogado, e também interceder para que fosse permitida a entrada de Pedro no pátio. Foi na casa de Anás que Pedro negou Jesus (João 18:17) pela primeira vez. Dali Jesus foi enviado à casa de Caifás onde Pedro o negou por mais duas vezes. (João 18:24-27)
Conforme Marcos 14:61-64, Jesus foi achado pelo sumo sacerdote culpado de crime punível com morte, e por não ter poder para executar a condenação levaram Jesus à presença de Pilatos para que o sentenciasse. O teólogo americano Robert Gundry comenta em seu Panorama do Novo Testamento (Editora Vida Nova, 2ª edição, 1981, Página 217) que Anás, genro de Caifás, havia sido deposto do cargo de sumo sacerdote por haver sentenciado um judeu à morte na ausência do governador.

O texto de João 18:28  diz que “depois levaram Jesus da casa de Caifás para a audiência. E era pela manhã cedo. E não entraram na audiência, para não se contaminarem, mas poderem comer a páscoa”. É mais um texto que mostra claramente que a Ceia do Senhor não correspondeu a Páscoa judaica, e que era o dia 14 de Nisan, uma vez que os sacerdotes não queriam se contaminar para comer a Páscoa, o que acontecia no dia 15 de Nisan. Definitivamente Jesus foi morto do 14 de Nisan.

About these ads

22 Comentários

Filed under Uncategorized

22 responses to “Ano 30 DC – 14 de Nisan – quarta-feira – Dia da Preparação

  1. Olá irmão
    Sinto muito, mas não concordo c/ a afirmativa de que Jesus tenha feito celebrado a páscoa no cenáculo mobiliado c/ os discípulos no dia 13 de abib, conforme seu estudo; porque se Ele foi crucificado no dia 14 de abib, logicamente que o primeiro dia dos ázimos informado nos evangelhos quando Jesus e os discípulos celebraram, era apenas um dia improvisado; porém os evangelhos das testemunhas que se nos escreveram atestam:
    “Chegou, porém, o dia dos ázimos, em que importava sacrificar a páscoa.” (Luc. 22:7)
    “E, no primeiro dia dos pães ázimos, quando sacrificavam a páscoa, disseram-lhe os discípulos: Aonde queres que vamos fazer os preparativos para comer a páscoa?” (Mar. 14:12)
    “E, no primeiro dia da festa dos pães ázimos, chegaram os discípulos junto de Jesus, dizendo: Onde queres que façamos os preparativos para comeres a páscoa?” (Mat. 26:17)

    Pergunto então:
    Conforme a palavra de Deus, qual era o dia em que os judeus comiam a páscoa?
    E qual foi o primeiro dia dos pães ázimos – informado pelos evangelhos (Mateus e Marcos) em que Jesus e os discípulos cearam? ???

    Outra coisa, Jesus foi crucificado no dia seguinte a sua ceia, e esse dia é o 15 de abib, dia da festa; por isso mesmo o povo já estava todo reunido pela manha, em Jerusalém; e Pilatos que tinha por costume soltar-lhes um preso qualquer que queriam, apresentou-lhes Jesus e Barrabás. (Mar. 15:6)

    Outra coisa, que não concordei no estudo é pelo fato de dizerem que o dia 14 de abib era o dia da preparação dos judeus; na verdade o dia da preparação dos judeus é a sexta feira, porquanto quem não preparar sua comida na sexta, no sábado não poderá comer, pois não se pode fazer obra nenhuma. No sábado judaica nenhum obra se podia fazer, nem comida, nem acender fogo.
    Já o dia 14 de abib, em Êxodo, a ordem de Deus na lei aos judeus era de no 10º dia tomarem um cordeiro p/ prepararem-no do dia 14:

    “Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família.
    Mas se a família for pequena para um cordeiro, então tome um só com seu vizinho perto de sua casa, conforme o número das almas; cada um conforme ao seu comer, fareis a conta conforme ao cordeiro.
    O cordeiro, ou cabrito, será sem mácula, um macho de um ano, o qual tomareis das ovelhas ou das cabras.
    E o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o sacrificará à tarde.” (Exodo 12:3-6)

    É isso aí…
    Um abraço!

  2. Complementando o comentário anterior:
    O dia 14 de abib era o primeiro dia em que se não poderia achar nas casas dos hebreus fermento algum (Exodo 12:18-20).
    Também o dia 15 de abib (dia posterior a celebração da páscoa) era o dia da festa – um sábado festivo – e, embora fosse contado como um sábado (não podendo fazer obras ) nesse sábado festivo o povo poderia preparar a sua comida – coisa que jamais no sábado semanal era permitido:

    “E ao primeiro dia haverá santa convocação; também ao sétimo dia tereis santa convocação; nenhuma obra se fará neles, senão o que cada alma houver de comer; isso somente aprontareis para vós.” (Ex. 12:16)

  3. Oi Jefté, está certo… mas estamos na mesma data. A Ceia foi tomada no dia 14, uma vez que a contagem do início de um novo dia para os judeus começa ao entardecer do dia, e não à meia noite, como para nós.

    Abraço

  4. Ainda mais um complemento a mensagem anterior:
    O dia 14 de abib não era necessariamente dia da PREPARAÇÃO dos judeus; pois nesse dia se deveria sacrificar a páscoa; assim pois não era preparação, mas o sacrifício da páscoa!
    Também neste dia 14 de abib não era um dia de descanso, nem sábado festivo.
    Já o dia 15 de abib era o dia da festa e um sábado festivo, dia de santa convocação em que os judeus deveriam estar reunidos em santa convocação em Jerusalém – e isso explica o fato de o povo todo estar reunido no dia da crucificação de Cristo, pela manhã – sem a necessidade de se fazer qualquer convocação pelos judeus p/ que isso sucedesse. Aliás, o intento dos sacerdotes foi de matarem a Jesus sem haver tumulto e antes da festa – Mateus 26:4-5 – isso explica o fato de haver já pela manhã cedo no dia em que Cristo foi julgado e crucificado grande ajuntamento de povo – quando o mesmo povo guiado pelos sacerdotes pediram que se lhes soltassem Barrabás e crucificassem a Cristo.

    E outra coisa quanto ao dia 15 de abib – apesar de ser um sábado festivo – nele o povo, cada qual poderia se preparar a comida – coisa que no sábado semanal jamais aconteceria.
    “Não acendereis fogo em nenhuma das vossas moradas no dia do sábado.” (Ex. 35:3)

    A diferença entre o SÁBADO festivo (entre eles 15 e 21 de abib):
    Êxodo 12.16
    “E ao primeiro dia haverá santa convocação; também ao sétimo dia tereis santa convocação; nenhuma obra se fará neles, senão o que cada alma houver de comer; isso somente aprontareis para vós.”

    E o SÁBADO – dia 7º da semana
    Êxodo 20.10
    ” Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas.”

    Descartando portanto a argumentação de que o dia 14 de abib era dia da preparação dos judeus (pois poderiam fazer a própria comida no dia 15) e a necessidade de na sexta feira os judeus terem de prepararem a comida p/ o dia 7º da semana – sábado – pois nele nada se faria nem mesmo a comida.

  5. Valdecy

    ABIBE
    Abibe denominado o primeiro mês do calendário hebraico
    Ex 12:2 Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano.

    10 DE ABIBE
    No dia 10 de Abibe, era o dia em que se separava um cordeiro e o guardava até o dia 14 para a páscoa.
    Ex 12:3 Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos 10 deste mês, tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada casa.

    14 DE ABIBE
    No dia 14 de Abibe, era denominado de o dia da páscoa e neste dia se sacrificava o cordeiro no período da tarde deste dia
    Ex 12:6 e o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o sacrificará à tarde.
    Lv 23:5 no mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a Páscoa do SENHOR;
    Nm 9:2 Que os filhos de Israel celebrem a Páscoa a seu tempo determinado.
    Nm 9:3 No dia catorze deste mês, pela tarde, a seu tempo determinado a celebrareis; segundo todos os seus estatutos e segundo todos os seus ritos, a celebrareis.
    Nm 28:16 Porém, no primeiro mês, aos catorze dias do mês, é a Páscoa do SENHOR.

    14 DE ABIBE
    O dia 14 de Abibe, também era denominado de Dia da( Preparação da Páscoa), pois neste dia se removia o fermento das casas e preparava o que era necessário para a realização do sacrifício da páscoa
    Ex 12:15 Sete dias comereis pães asmos; ao primeiro dia, tirareis o fermento das vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, desde o primeiro até ao sétimo dia, aquela alma será cortada de Israel.

    Jo 19:14 E era a preparação da Páscoa e quase à hora sexta; e disse aos judeus: Eis aqui o vosso rei.

    14 DE ABIBE
    O dia 14 de Abibe, também era denominado de Primeiro dia da Festa dos Pães Asmos
    Mc 14:12 E, no primeiro dia da Festa dos Pães Asmos, quando sacrificavam a Páscoa, disseram-lhe os discípulos: Aonde queres que vamos fazer os preparativos para comer a Páscoa?

    Mt 26:17 E, no primeiro dia da Festa dos Pães Asmos, chegaram os discípulos junto de Jesus, dizendo: Onde queres que preparemos a comida da Páscoa?

    14 ao dia 21 ABIBE
    Do dia 14 ao dia 21 de Abibe era o período em que se deveria comer pães asmos durante estes 7 dias
    Ex 12:15 Sete dias comereis pães asmos; ao primeiro dia, tirareis o fermento das vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, desde o primeiro até ao sétimo dia, aquela alma será cortada de Israel.

    Ex 12:18 No primeiro mês, aos catorze dias do mês, à tarde, comereis pães asmos até vinte e um do mês à tarde.

    15 ao dia 21 de ABIBE
    O dia 15 ao dia 21 de Abibe também era denominado de Festa dos Pães Asmos

    Lv 23:6 e aos quinze dias deste mês é a Festa dos Asmos do SENHOR: sete dias comereis asmos;
    Nm 28:17 E, aos quinze dias do mesmo mês, haverá festa; sete dias se comerão pães asmos.
    Dt 16:8 Seis dias comerás pães asmos, e no sétimo dia é solenidade ao SENHOR, teu Deus; nenhuma obra farás.
    Ex 12:17 Guardai, pois, a Festa dos Pães Asmos, porque naquele mesmo dia tirei vossos exércitos da terra do Egito; pelo que guardareis este dia nas vossas gerações por estatuto perpétuo.
    Ex 12:18 No primeiro mês, aos catorze dias do mês, à tarde, comereis pães asmos até vinte e um do mês à tarde.
    Ex 12:19 Por sete dias não se ache nenhum fermento nas vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, aquela alma será cortada da congregação de Israel, assim o estrangeiro como o natural da terra.
    Ex 12:20 Nenhuma coisa levedada comereis; em todas as vossas habitações comereis pães asmos.
    Ex 13:6 Sete dias comerás pães asmos; e ao sétimo dia haverá festa ao SENHOR.
    Ex 13:7 Sete dias se comerão pães asmos, e o levedado não se verá contigo, nem ainda fermento será visto em todos os teus termos.
    Ex 23:15 A Festa dos Pães Asmos guardarás; sete dias comerás pães asmos, como te tenho ordenado, ao tempo apontado no mês de abibe; porque nele saíste do Egito; ninguém apareça vazio perante mim;
    Ex 34:18 A Festa dos Pães Asmos guardarás; sete dias comerás pães asmos, como te tenho ordenado, ao tempo apontado do mês de abibe; porque no mês de abibe saíste do Egito.

    15 e 21 de ABIBE
    No dia 15 e 21 de Abibe, eram denominados dias de Santa Convocação
    Ex 12:16 E, ao primeiro dia, haverá santa convocação; também, ao sétimo dia, tereis santa convocação; nenhuma obra se fará neles, senão o que cada alma houver de comer; isso somente aprontareis para vós.

    Lv 23:7 no primeiro dia, tereis santa convocação; nenhuma obra servil fareis;
    Nm 28:18 No primeiro dia, haverá santa convocação; nenhuma obra servil fareis;
    Nm 28:25 E, no sétimo dia, tereis santa convocação; nenhuma obra servil fareis.

    PORÉM O APARENTE PROBLEMA É O SEGUINTE.

    Polemica—–
    JESUS FOI REALMENTE CRUCIFICADO NO DIA 14 DE ABIBE?

    Como conciliar os versos abaixo sendo que os mesmo aparenta contradição?

    Sabemos que o Primeiro dia da Festa dos Pães era o 14
    e sabemos que o dia da Preparação da Páscoa era também o dia 14

    Mt 26:17 E, no primeiro dia da Festa dos Pães Asmos, chegaram os discípulos junto de Jesus, dizendo: Onde queres que preparemos a comida da Páscoa?

    Jo 19:14 E era a preparação da Páscoa e quase à hora sexta; e disse aos judeus: Eis aqui o vosso rei.

    Então como pode Jesus ter feito sua Ceia e ter sido Crucificado no mesmo dia 14?

    MAS HÁ UMA SOLUÇÃO!!!

  6. Marco

    Shalom Aleikhem! Sempre me perguntei se esta páscoa constântiniana era a que deveríamos celebrar. Depois que descobri a verdade contida no livro do ETERNO , tive a certesa de estar praticando o paganismo de um Dógma criado por Constântino. Sendo assim vou direto a questão: É fácil de se resolver esta questão, é só não confundir ( shivah ) que é o numeral sete com ( shabat ) que quer dizer descanso , repouso. Aconselho aquele que se dedica ao estudo das sagradas escrituras , que busque nos originais e nas raizes Judaicas, e você mesmo poderá comprovar não só esta , mas muitas outras explicações. Quanto a matéria, que O ETERNO continue lhe dando, sabedoria e discernimento, para que tu possas continuar com estas revelações que HASHEM lhe deu. Peso-te que não pares , pois muitos carecem deste tipo de revelação. O meu mais cordial SHABAT SHALOM.

    • Marco

      Shalom irmãos! Mateus Cp: 27; , Mc: 15 , Lc:23, não confundir em João,19 com preparação para sepultar. YESHUA foi sepultado no dia da PREPARAÇÃO para o PESACH judaico.Não há como mudar isto , pois o seder ( CEIA ou JANTAR ) foi ministrado no 13º dia de nisam ou aviv, como preferir, e sepultado no 14º dia que É o dia da preparação.Que segundo o calendásrio judaico caiu numa quarta feira. OBS: Quando a palavra nos diz que Miriam e as outras mulheres foram ao sepulcro no 1º dia da semana bem cedo ,temos que observar que o 1º dia da semana começa no crepúsculo do ultimo,e se por exemplo, eu falar, 1º bem cedo,eu quero dizer no início do dia, e não ao amanhecer. deste 1º dia. Assim sendo, se contarmos de quarta feira á tarde ,teremos TRES DIAS, YESHUA É O SENHOR DO SHABAT, SHABAT SHALOM !

  7. Leila

    Gostei da resposta do Marco. Atraves da resposta dele, consegui entender realmente quando as coisas aconteceram. Sendo assim, Jesus nao ressuscitou no Domingo como muitos acreditam e praticam erradamente. Jesus ressuscitou no SABADO a tarde, dia do Descanso Semanal (7 dia da semana) antes da entrada do 1 dia da semana. Nossa, quantas verdades sao esquecidas e nao estudadas corretamente. Embora eu jah guarde o Sabado do Senhor, adorei a explicacao. Muito obrigada pelo site.

  8. Leila

    Seguindo meu comentario anterior, nas profecias de Daniel 9:27: ‘Ele farah firme alianca com muitos por uma semana: na metade da semana farah cessar o sacrificio (morte de Cristo) e a oferta de manjares’. Ou seja, quando e qual eh a metade de uma semana? Abracos, Leila

    • Marco

      Shalom minha irmã ! Biblicamente você tem razão quanto ás suas alegações , todavia não se esqueça que, a vulgata tem muitos erros de tradução,
      assim como a séptuaginta .É preciso ler muito ,e estudar a cultura judaica , voltar as origens para aí então entendermos os mistérios das SANTAS ESCRITURAS.Procure a VERDADE e ELA te mostrará o CAMINHO.Não desista nunca para que eu tambem não desista.ASHEM te Abençoe .

      • Leila

        Ola Marco,
        Entao gostaria de saber se ha alguma ‘Biblia’ que se aproxima mais do original dos manuscritos escritos antes.
        Obrigada,
        Leila

      • Marco

        shalom Leila ! Fico muito feliz por este estudo, pois estou aprendendo muito com a sua pesquisa,são trocas de informações importantes para uma pessoa como eu. Bem, com relação a primeira pergunta,gostaria de dizer que eu ainda não sei muito, porem assim como você eu busco a verdade. Gostaria de lhe indicar a PESHTA ( ESCRITURAS SAGRADAS ARAMÁICA ) pois ela não passou pelos crivos da ortodoxia grega e nem pelo sincretismo romano, se você puder comprar seria bom .OBS: Há 4 níveis de interpretação segundo a cultura judaica . Psat : É a interpretação literal , Drash .O comparativo confrontado textos. Remez :O estudo dos códigos e o Sod : Este é oculto misterioso ,sendo revelado pelo ESPÍRITO DO ETERNO .Gostaria de entender porque eu me sinto muito bem nesta busca pela verdade , não sei como mas preenche minha alma. Há ! SHABAT ( SÁBADO ) no hebraico quer dizer descanso. A festa dos pães ázimos começa dois dias antes do( pesach ) páscoa .Mas o fermento 7 dias antes é retirado das casas. SHABAT SHALOM .(DESCANSO E BOA PAZ)

  9. Oi Leila, tudo certo?

    Veja que Jesus ressuscitou no Domingo, não no Sábado.

    Com todo respeito, fazemos, todos nós, um mal uso da Bíblia quando a interpretamos segundo alguma idéia pré-concebida, segundo o que aprendemos em nossa denominação, ou segundo a nossa tradição.

    Se interpreto segundo a minha denominação, então não preciso de resposta alguma, porque já está tudo respondido. Mas, se quero de fato entender o que diz o texto, então tenho que ler desprovido de qualquer paixão doutrinária, sob o risco de não o fazendo, me tornar um religioso, o que é muito diferente de ser cristão.

    Em Apocalípse 1:10 João diz ” Eu fui arrebatado no Espírito no dia do Senhor”. Dia do Senhor é o Domingo, não Sábado.

    Jesus, cumprindo o sinal do Profeta Jonas ficou no seio da terra três dias e três noites, Quinta, Sexta e Sábado, ressuscitando assim, no Domingo.

  10. Leila

    Ola, obrigada por retornar. Porem discordo de vc totalmente.

    Em Luc 24:1-7, faz mencao que no 1 dia da semana, ALTA MADRUGADA, elas foram ao tumulo levando os aromas que elas tinham preparados e encontraram a pedra removida. Ou seja, elas descansaram no sabado, segundo mandamento (Luc. 23:56) e depois do Sabado, foram ao tumulo jah no 1 dia da semana. Segundo Lucas, Jesus jah havia saido do tumulo antes mesmo que ela chegassem. Se 3 dias e 3 noites sao 72 horas desde quando ele foi sepultado, ou seja, no dia da Preparacao (14 de Abibe), quanto seria 72 horas depois? A nao ser que sua matematica seja diferente da que eu aprendi, pode ser que tenha sido domingo, mas estah em Nm 9:2 Que os filhos de Israel celebrem a Páscoa a seu tempo determinado. Deus trabalha com exatidao para Suas coisas acontecerem. N foi a toa que Ele instruiu Moises quanto ao tempo para sacrificar o cordeiro em Ex. O cordeiro deveria ser morto exatamente a tarde, antes do por-do-sol. Jesus eh o Cordeiro que tira o pecado do mundo e foi sacrificado exatamente na hora determinada do dia 14 de Abibe, ou seja, entre 3 e 6 pm (Dia da Preparacao Luc. 23:54). &2 horas depois, ou seja, 3 dias e 3 noites, entao isso seria uma ressurreicao entre 3 e 6 pm. Outra evidencia. As mulheres que foram ao tumulo tinham descansado no sabado (aqui dia de descanso Shabat) Luc. 23:56. Antes elas haviam preparado balsamo e aromas que levaram ao tumulo logo ao inicio do 1 dia da semana. Por acaso em Luc. 54:2 em diante faz algum relato que Jesus ainda estivesse na tumba? Nao. Ele jah havia RESSUSCITADO! Se elas foram bem na madrugada do 1 dia da semana e jah havia passado o Sabado de descanso, e elas nao encontraram Jesus ali, entao Ele deve, pela minha matermatica, ter ressuscitado antes ateh mesmo da entrada do domingo! Cristo foi morto exatamente no mesmo horario que o cordeiro de Ex. havia sido morto por instrucoes de Deus.
    Abracos.
    Leila

  11. Prezada Leila, penso que há de ter paciência para ler tudo isto:
    Ano 30 DC – 14 de Nisan – quarta-feira – 15 horas – morte de Jesus
    Conforme MT 27:50-54, às 15 horas, Jesus deu seu último suspiro.

    15 a 17 de Nisan – quinta, sexta e Sábado no seio da Terra – o sinal do Profeta Jonas
    Um dos principais textos contrários à tese da sexta-feira é a referência dada pelo próprio Senhor Jesus quando os fariseus lhe pediram um sinal, ao que ele respondeu: “Uma geração má e adúltera pede um sinal, porém, não se lhe dará outro sinal senão o do profeta Jonas; Pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra.” (Mateus 12:40)

    Se Jesus foi sepultado na sexta-feira, obviamente não teria cumprido os três dias e três noites, uma vez que ressuscitou no domingo. A ressureição no Sábado, conforme você propõe só faria sentido se ele houvesse sido sepultado na quarta, no mesmo dia da crucificação. Esta foi também a minha primeira conclusão quando estudava o assunto, mas entendi que seria muito difícil ou impossível que isto acontecesse, conforme explico mais abaixo.

    Os que são a favor de manter a sexta-feira como dia da crucificação entendem que Jesus teria empregado aqui uma expressão idiomática, o que é de fato sustentável à luz da própria Bíblia. Gênesis 42:17-18, por exemplo, relata o confronto de José com seus irmãos no Egito: “E pô-los juntos, em prisão, três dias. E ao terceiro dia disse-lhes José: Fazei isso, e vivereis; porque eu temo a Deus.” Neste caso a expressão três dias e três noites tem o mesmo valor que três dias. Outro exemplo pode ser visto na passagem em que os amalequitas saqueiam Ziclague e levam cativas as esposas de Davi em 1 Sm 30:7-13, onde também três dias e três noites têm o mesmo valor que três dias.

    Ao se aplicar, no entanto, o sentido literal às palavras de Jesus, partindo do domingo, como dia da ressurreição, teríamos que entender que o Senhor ficou sepultado o dia e a noite do sábado, o dia e a noite da sexta-feira, e o dia e a noite da quinta-feira, e desta forma teria sido crucificado na quarta-feira, e sepultado nas primeiras horas da quinta-feira.

    Deixando o texto bíblico interpretar o texto bíblico, em Lucas 24:21 temos a certificação de que Jesus ressuscitou no Domingo: “E nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas agora, sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram”.
    O sepultamento de Jesus
    A quarta-feira, dia da crucificação, deve ser objeto de certa reflexão acerca do tempo que José de Arimateia teria para cuidar do sepultamento de Jesus depois de ser dado como morto às 15 horas daquele dia, cerca de 4 horas antes do início do novo dia. Seriam menos de 4 horas tempo suficiente para José de Arimateia ir ao palácio do governador, obter a autorização de Pilatos, retornar ao Calvário, tirar Jesus da Cruz, limpar seu corpo, transportá-lo para o sepulcro e enterrá-lo? Vejamos os fatos:

    1 – Jesus foi crucificado às 9 horas da manhã, conforme nos relata Marcos 15:25: “E era a hora terceira, e o crucificaram.”
    2 – Marcos 15:34 e Mateus 27:46 nos informam que Jesus morreu às 15 horas, hora nona do horário judaico.
    3 – Lucas (23:50-54) e Marcos (15:42-46) relatam que José de Arimateia pediu a Pilatos o corpo de Jesus para ser sepultado. Vejamos o texto de Marcos: “E, chegada a tarde, porquanto era o dia da preparação, isto é, a véspera do sábado, chegou José de Arimateia, senador honrado, que também esperava o reino de Deus, e ousadamente foi a Pilatos, e pediu o corpo de Jesus. E Pilatos se maravilhou de que já estivesse morto. E, chamando o centurião, perguntou-lhe se já havia muito que tinha morrido. E, tendo-se certificado pelo centurião, deu o corpo a José; o qual comprara um lençol fino, e, tirando-o da cruz, o envolveu nele, e o depositou num sepulcro lavrado numa rocha; e revolveu uma pedra para a porta do sepulcro.”
    Os textos não dizem se José de Arimateia estava presente no Calvário quando Jesus morreu. Seria mais provável que estivesse em Jerusalém já preocupado com o sepultamento, e desta forma, quando chegou a notícia da morte de Jesus, solicitou uma audiência com o governador, e só depois de ter o seu consentimento foi sepultá-lo.
    Quem provavelmente retornou do Calvário com a notícia teria sido o centurião a quem Pilatos indagou, ou mesmo outro soldado, que teria gasto pelo menos uma hora entre certificar a morte de Jesus e chegar a Jerusalém, considerando que o Calvário está próximo a uma das entradas da cidade.

    José gastaria então uma hora na melhor das hipóteses para conseguir e terminar a audiência com Pilatos, e mais meia hora para retornar ao Calvário.
    Retirar Jesus da Cruz, limpar o seu corpo, respeitar o pranto de sua mãe, João, das outras mulheres e demais seguidores de Jesus, e depois transportá-lo ao local do sepultamento com certeza não tomaria menos de duas ou três horas, sendo que qualquer destas hipóteses faria com que Jesus fosse sepultado no anoitecer, ou seja, quando já teria iniciado um novo dia na contagem de tempo judaica, e desta forma, o dia do sepultamento já não seria o mesmo dia da morte do Senhor, mas sim um novo dia, o 15 de Nisan, quinta-feira, que como primeiro dia dos ázimos, era considerado Sábado, conforme a Lei.

    Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Domingo

    14 de Nisan 15 de Nisan 16 de Nisan 17 de Nisan 18 de Nisan
    Dia 1 dos Ázimos
    SÁBADO

    Temos que fazer então duas reflexões: uma que conforme vimos ao tratar das festas judaicas, nem sempre o Sábado é o dia seguinte à sexta-feira; o segundo ponto se refere ao princípio de nossa análise: Jesus, para cumprir literalmente o sinal de Jonas deveria ter morrido na quarta-feira e desta forma ser sepultado nas primeiras horas da quinta-feira. Desta forma se cumpriria integralmente sua própria profecia e consequentemente teria sido crucificado na quarta-feira, 14 de Nisan, mesmo dia em que se prepara a Páscoa, o chamado dia da preparação até os dias de hoje, dia em que o cordeiro é sacrificado.

    Ano 30 DC – 16 de Nisan – sexta-feira – a compra das especiarias
    Vejamos o texto de Marcos 16:1-2: “E, passado o sábado, Maria Madalena, e Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para irem ungi-lo. E, no primeiro dia da semana, foram ao sepulcro, de manhã cedo, ao nascer do sol.” Marcos 16:1-2

    O texto acima faz distintição clara ao fato de que o SÁBADO em questão se refere ao 15 de Nisan, pois, “passado o SÁBADO”, por suposto o dia seguinte à crucificação, as mulheres foram comprar aromas. Teriam comprado os aromas na sexta-feira, para descansarem o sábado regular e no Domingo irem ao túmulo. Ve-se claramente que há um dia útil entre este Sábado referido e o domingo.

    Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Domingo

    14 de Nisan 15 de Nisan 16 de Nisan 17 de Nisan 18 de Nisan
    Dia 1 dos Ázimos
    SÁBADO

    Ano 30 DC – 18 de Nisan – Domingo – ressurreição de Jesus
    No domingo muito cedo as mulheres foram ao local do sepultamento de Jesus (ALTA MADRUGADA) e constataram que ele havia ressuscitado. (Lc 24:1)

    Jesus teria ressuscitado no início do Domingo, à noite, quando começa o dia depois que o sol se esconde, não pela manhã, quando sai o sol.

  12. Leila

    Como vc mesmo disse, ‘No domingo, muito cedo (Alta madrugada), as mulheres foram ao local do sepultamento de Jesus e constataram que ‘ELE JAH HAVIA RESSUSCITADO’. O problema aqui eh que o verbo nao disse que Ele estava ressuscitando naquela hora ou que iria ressuscitar, mas que JAH HAVIA RESSUSCITADO. O verbo estah no passado e nao no presente ou futuro. Elas tinham acabado de guardar o Sabado de repouso e logo apos a hora do termino do Sabado, correram para tumba levando as especiarias que tinham preparado. Chegando lah, jah era ALTA MADRUGADA do 1 dia da semana, ou seja, jah era Domingo. Mas Ele nao estava lah. Entendeu? E jah nquele mesmo dia, ou seja, Domingo, Ele foi ter com os discipulos que estavam indo para Emaus. Quando eles disseram que ‘eh jah este o terceiro dia desde que tais coisas aconteceram’, eles estavam se referindo realmente A TODAS AS COISAS que aconteceram, inclusive os acontecimentos que se deram ao dia seguinte, quando os principais sacerdotes e os fariseus se dirigiram a Pilatos pedindo para que colocassem guardas ao tumulo de Jesus para vigiar. Essas coisas aconteceram na quinta-feira! De 5 feira para Domingo sao quantos dias? Lucas 24:14: ‘E iam conversando a respeito de TODAS AS COISAS sucedidas’.
    Mas a melhor passagem mesmo eh a de Marcos 16:1-2: ‘Passado o Sabado…, e muito cedo…ao despontar do sol’, elas chegaram na tumba e Jesus nao estava lah! Se Ele foi sepultado antes do por-do-sol de 14 de Abibe, quarta-feira (veja ainda nao era 5-feira), 72 horas depois soh poderia ser tambem antes do por-do-sol de Sabado, ainda nao era Domingo. Logo, Cristo jah estava fora da tumba ha 12 horas! Eh soh pesquisar em Genesis para compreender o perido de um dia: Deus havia separado a luz das trevas. E Deus chamou a luz (dia) e as trevas (noite). E houve Tarde (trevas) e Manha (uz), o primeiro dia; Tarde (trevas) e Manha (Dia), o segundo dia; Tarde (trevas) e Manha (Dia), o terceiro dia – tres periodos de tardes e tres peridos de noite = 72 horas! Jesus sabia periodo que compreendia um ‘dia’ e de uma ‘noite’. Em Joao 11:9-10, Ele mesmo pergunta: ‘ Nao sao 12 as horas do dia? Se alguem andar de dia, nao tropeca, mas se andar a noite, tropeca’. Sendo assim, 6 x 12 = 72 horas! Foram 3 peridos de cada (dia e noite) = 6 total. Se Cristo foi enterrado ao por-do-sol de Quarta-feira, nao sendo chegada a 5 feira, Ele matematicamente ressuscitou exatamente 72 horas depois, ou seja, no por-do sol de Sabado, e nao muito cedo do 1 dia da semana. Pois Ele jah nao estava lah quando elas foram visita-lo!
    Em Mat. 28:1 le-se: No findar do Sabado, ao entrar o primeiro dia da semana’. Aqui Mateus eh mais extao ainda, pois logo cedinho ao 1 dia da semana, ou seja, logo apos o Sabado findar, elas foram e nao encontraram Jesus lah. Ele jah havia saido ha tempo!!
    Olha, nao vamos chegar a conclusao sobre isso. Eu uso as evidencias Biblicas e a certeza da palavra que Deus deixou. A hora em que Jesus foi sepultado que foi antes do por-do sol, ou seja, nao era vindo a 5 feira, tal qual Ele ressuscitou, pois jah estava FORA da tumba quando o dia de domingo surgiu! Fuiiii

  13. Oi Leila.

    Entendi o teu ponto de vista. No fim estamos falando exatamente a mesma coisa, apenas que discordamos quanto à hora do sepultamento: eu entendo que já era quinta-feira e você, quarta.

    Gosto de uma máxima presbiteriana que diz que naquilo que é fundamental, devemos ter unidade; no que é periférico, liberdade; mas em tudo, amor.

    Não acho que este aspecto do cristianismo seja matéria de salvação, portanto, cada um pode ter seu próprio ponto de vista. Fundamental, então, é o que Paulo diz em Romanos 10 : 9, o resto é periférico, e se é periférico, é religião, e religião é invenção de homens.

    “Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” (Romanos 10:9)

  14. Marco

    Shalom minha irmã Leila ! Pode até ser que nós estejamos errados ,sendo assim gostaria que eles me respondessem uma questão : Se YESHUA ( jesus ) morreu na sesta feira,por que a minha bisavô , que era católica apostólica romana,celebrava a quarta feira de trevas na igreja romana. O que hoje não acontece mais.OBS : Leia com atenção Yohanan (joão) 19;14 e Matitiahu (mateus) 26;17 , Atos 9;3,7 e Atos 22;9. São apenas alguns, mas há milhares ,dai a grande confusão , adulteraram as escrituras para causar confusão. Que ASHEM nos abençoe.SHALOM

    • Leila

      Ola Marco,
      Obrigada pelo contato. Estou lendo os capitulos que vc me passou. Vamos por etapa. Em Joao 19:14, menciona que era a ‘parasceve’ pascal, o que aparece como significado, no meu rodape, de ‘sexta-feira’. Porem, logo depois, no mesmo capitulo, versos 31 em diante diz: ‘Entao os judeus, para que no sabado nao ficassem os corpos na cruz, visto como era a preparacao, pois era grande o dia de sabado, rogaram a Pilatos…’. Aqui, eu entendi da seguinte maneira. Ainda nao era o ‘grande dia sabado’, iria entrar o dia da preparacao, ou seja, o sabado festivo, nao o semanal. Segundo. Quando Joao escreve ‘…visto como era a preparacao’, ele nao diz que jah era o dia da preparacao, mas estava descrevendo a importancia desse dia para os Judeus. Daih a urgencia em tirar os corpos antes que esse dia chegasse. Outra coisa. Eles quebraram as pernas dos dois outros que foram crucificados juntamente com Jesus, porem viram que Jesua jah ESTAVA MORTO, ou seja, Jesus morreu antes do dia da preparacao que era o Sabado, ou seja, na quarta-feira de Pascoa.

      Quando vc menciona que as Escrituras foram ‘adulteradas’, ateh concordo em certo ponto cm vc. Aqui, houve sim um erro berrante no que diz respeito ao sabado semanal, quando eles traduziram como ‘parasceve’ pascal como sexta-feira; e o relato mais adiante do proprio autor do capitulo, Joao, quando diz que nao era o sabado semanal de descanso, mas sim o sabado festivo comemorando as festa dos Paes Azimos ou Asmos, como quiserem.

      Em Mateus 26:17: ‘No primeiro dia dos paes asmos’. Posso ateh estar errada, vc me ajude por favor. Aqui poderia muito bem ser a entrada da quarta-feira, ou seja, da Pascoa. Por que? Porque se vc ler com atencao Exodo 12 todinho, vc vai notar que no versiculo 15, onde Moises dz assim: ‘Sete dias comereis paes asmos. Logo ao PRIMEIRO DIA tirareis o fermento das vossas casas…'; logo depois, no versiculo 18, ele diz: ‘Desde o dia CATORZE do primeiro MES a TARDE, comereis paes asmos a teh a tarde do dia 21 do mesmo mes.’

      Entao, jah no 14 dia do primeiro mes, os Judeus teriam que comer paes asmos ateh o dia 21 a tarde, ou seja, antes de entrar o dia 22. Ou seja, sete dias comereis paes asmos (14 a 21).

      Nos versiculos anteriores, Moises recomenda que o cordeiro deveria ser imolado no 14 dia no crepusculo da tarde, ou entre as duas tardes, como faz mencao em outras traducoes. Ele recomenda que ‘naquela noite comerao a carne assada no fogo’.

      Eu entendo que, sendo Cristo o Cordeiro que tira o pecado do mundo,
      Ele teria que celebrar a Pascoa um pouco antes, pois Ele era o Cordeiro que deveria morrer e ser ‘comido’ pelo povo, entao, Ele nao poderia estar com os discipulo na hora em que Ele seria ‘imolado’ na Cruz! Por isso, eu entendo que, quando Mateus escreveu este versiculo, se referia jah ao 14 dia, ou seja, depois do por-do-sol de terca-feira. Por isso a expressao ‘No primeiro dia dos paes asmos’.

      Vou ler os outros capitulos para discutirmos.
      Que Deus nos abencoe.
      Leila

    • Leila

      Ola Marco,
      Eh realmente ha uma diferenca na interpretacao do relato que aconteceu com Paulo. Mas, olha, ainda que essas coisas aparecam, nao devemos ‘relaxar’ nas pesquisas. Deus nao deixa as coisas faceis para nos, mas deixa outros pontos de referencia para podermos encaixar com aqueles que achamos estar faltando alguma coisa.

      A verdade Marco eh que vivemos num mundo em que a verdade estah sendo pisada a pes. A Lei do Senhor nao eh observada e nem guardada como deveria ser. Hoje, vivemos num mundo onde existe religiao para todos os gostos, basta vc escolher a melhor que encaixa com sua vida. Na minha familia, por exemplo, vc encontra de Catolico, Protestante a Espirita! Meus irmaos sao religiosos, mas a maneira que os satisfaz. Eu tento seguir a Deus, a sua Lei, aos seus Estatutos e Juizos. Nao faco isso por obrigacao. Sei que tenho um Deus que, acima de tudo, eh Pai! E um um filho que ama verdadeiramente seu pai, faz de tudo para honrar e agradar a esse pai. Ainda mais um Pai como aquele que temos nos Ceus! Por isso, pra mim a Lei do Senhor eh como um deleito a alma; eh um refrigerio, uma certeza de cofianca mutua, amizade continua.

      A religiao virou uma ‘filosofia’ de vida. Se ela eh boa para a vida que vc leva, tudo bem. Se nao eh, paciencia; vc procura uma outra que preencha seu proprio gosto.

      Para ser honesta com vc, gosto muito de Profecias. Profecias, essas nao falham nunca. Tenho estudado muito Daniel com Apocalipse. Por isso, me interesso bastante nesse assunto. Estamos chegando no tempo do fim, e muitas das profecias estao se cumprindo aos nossos olhos.

      Se vc tiver alguma novidade e puder compartilhar.
      Fique com Deus, e tenha um Feliz Sabado.
      Leila

    • Leila

      Ola Marco,

      Achei isso na internet. Perguntei a minha tia que eh Catolica e ela me disse que nao se lembra dessa comemoracao, pois deve ser bem antiga. Ela eh de 1942, por isso nao sei se jah no tempo dela isso era comemorado. Acredito que ateh poderia ser, porem ela deveria ser mais nova e nao se lembra. Mas o artigo abaixo diz que sim:

      “QUARTA – FEIRA SANTA OU QUARTA-FEIRA DE TREVAS”
      É o 4º dia da Semana Santa.
      Encerra-se na Quarta-feira Santa o período quaresmal.

      Em algumas igrejas, celebra-se neste dia a piedosa procissão do encontro de Nosso Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores.

      Ainda há igrejas que neste dia celebram o ofício das trevas, lembrando que o mundo já estava em trevas quando da proximidade da morte de Jesus Cristo.”

      Foi o que encontrei.
      Que Deus nos abencoe.
      Leila

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s