Quarenta anos no deserto

1447 AC – (Anno Mundi 2449) – o povo condenado a peregrinar 40 anos no deserto
Aquilo que seria uma viagem curta, que se poderia fazer em menos de trinta dias, tornou-se o destino de uma vida. Entre todos, apenas Josué e Calebe entrariam em Canaã.

O povo de Israel peregrinou pelo deserto quarenta anos, de lugar em lugar e guerreou contra os povos vizinhos que eram hostis à sua presença.

Durante todo este tempo suas roupas e sapatos não envelheceram e foram sustentados por Deus que lhes mandava todas as manhãs o maná que caía do céu e os alimentava.

Ao fim de quarenta anos toda aquela geração que saíra adulta do Egito havia falecido. O próprio Moisés faleceu sem entrar na terra prometida. Pouco antes de sua morte, nomeou Josué seu sucessor e a este encarregou de liderar o povo na conquista da terra de Canaã.

1447 AC a 1409 AC – (2449 A.M a 2487 A.M.) – 40 anos no deserto

De toda a peregrinação no deserto, desde a saída do Egito até a morte de Moisés no quadragésimo ano, há relatos cronológicos precisos apenas dos dois primeiros e do último ano.

Nm 33 nos relata todos os deslocamentos do povo desde sua partida do Egito, de Ramessés, no dia 15 de Nisã do Anno Mundi 2448, dia seguinte à Páscoa, até a morte de Moisés, sem mencionar, no entanto, qualquer data após o segundo ano.

Foram 40 acampamentos desde o Egito até as Campinas de Moabe, de frente a Jericó (Nm 33:48), de onde Josué cruzará o Jordão com todo Israel. A matemática de Deus é precisa: quarenta acampamentos.

Dt 8:2-5 nos dá a síntese do que foram estes quarenta anos: “Te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o Senhor teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não. E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem. Nunca se envelheceu a tua roupa sobre ti, nem se inchou o teu pé nestes quarenta anos. Sabes, pois, no teu coração que, como um homem castiga a seu filho, assim te castiga o Senhor teu Deus.” (Dt 8:2-5)

About these ads

Deixe o seu comentário

Filed under Uncategorized

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s