210 anos de permanência no Egito

Conforme veremos no exame das datas seguintes, Israel virá a permanecer no Egito por apenas 210 anos, entre o Anno Mundi 2238 (1658 AC), data de entrada da família de Jacó, e 2448 AM (1448 AC), data do Êxodo.

Quando Abraão suplicou a Deus que lhe desse um filho, relato este contido em todo o capítulo 15 de Gênesis, o Senhor lhe prometeu que sua descendência seria tão numerosa como as estrelas do céu.

Na conclusão desta conversa, Deus diz a Abraão: “Sabes, de certo, que peregrina será a tua descendência em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos, Mas também eu julgarei a nação, à qual ela tem de servir, e depois sairá com grande riqueza. E tu irás a teus pais em paz; em boa velhice serás sepultado. E a quarta geração tornará para cá; porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia.”. Gn 15:13-16

Como vimos, ao tratar das datas referentes a Abraão, os quatrocetos anos referidos por Deus diziam respeito a aflição de Isaque e seus descendentes, que mesmo possuindo a terra de Canaã por promessa, viveriam nela sem de fato a possuirem, pois a terra era habitada por inúmeros povos.

Desta forma, os quatrocentos anos abrangeriam a vida de Isaque, a de Jacó, o ingresso da família no Egito, e algum tempo depois da morte de Levi, a escravidão no Egito até os dias de Moisés.

Deus afirma a Abraão, no entanto, que depois desta aflição e redução à escravidão, a quarta geração retornaria a Canaã. A qual geração se referiu o Senhor? A quarta geração contada depois de Jacó. Levi (1) gerou Coate; Coate (2) gerou Anrão, e Anrão (3) gerou Moisés (4) e seus irmãos Arão e Miriã. É à geração de Moisés que o Senhor se referia.

Moisés era descendente de Levi. Levi possuia tres filhos quando desceu com sua famíliia ao Egito, a saber, Gérson, Coate e Merari. (Ex 46:11), e veio a gerar uma filha de nome Joquebede já no tempo em que habitava no Egito, conforme Nm 26:59. Coate gerou Anrão, e Anrão gerou de Joquedebe, sua tia, Arão, Moisés e Miriã.

O redator de Gênesis nos mostra que nenhum dos doze filhos de Israel faleceu antes de José, bem como nenhum faleceu depois de Levi. Até a morte de Levi, não há relato algum sobre qualquer tipo de servidão no Egito, e entre a morte de Levi e o Exodo, passaram-se cento e dezessete anos.

Não é possível considerar que quatrocentos anos de servidão tivessem acontecido depois da morte de Levi, pois Gênesis é claro quanto às gerações que existiram desde Jacó até Moisés: Jacó gerou Levi, que gerou Coate, que gerou Anrão, que gerou Moisés e seus irmãos. Quando Levi faleceu, Coate, seu filho, teria então cerca de noventa e cinco anos de idade, e viveria mais trinta e oito anos após a morte de seu pai.

Se somássesmos quatrocentos anos após a morte de Levi, implicaria que este tempo teria que ser distribuído entre os trinta e oito anos restantes da vida de Coate, os oitenta anos de vida de Moisés quando se deu o Exodo, e a vida de Anrão. Anrão teria que ter vivido 282 anos e viveu apenas 137, conforme Ex 6:20. Temos, portanto, que a escravidão não poderia ter durado quatrocentos anos.

Quanto ao acréscimo ao final do verso 16 (“… porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia.”. Gn 15:16), a justiça foi feita aos amorreus depois do Êxodo.

Os amorreus eram descendentes de Canaã, filho de Cão, neto que Noé amaldiçoara por descobrir sua nudez perante os irmãos. Ao impedirem a passagem dos israelitas por suas terras, conforme relato de Nm 21, foram derrotados e “Assim deu-lhes Moisés, aos filhos de Gade, e aos filhos de Rúben, e à meia tribo de Manassés, filho de José, o reino de Siom, rei dos amorreus, e o reino de Ogue, rei de Basã; a terra com as suas cidades nos seus termos, e as cidades ao seu redor” (Nm 32:33)

São estas algumas considerações necessárias antes de pesquisarmos as datas que precedem o Exodo.

About these ads

5 Comentários

Filed under Uncategorized

5 responses to “210 anos de permanência no Egito

  1. Mas e Ex 12:40 que diz que a permanência dos filhos de Israel no Egito foi de 430 anos? ai não tem como incluir desde Isaque.

  2. Oi Marcus, como está?

    Leia este artigo que explica a tua pergunta: http://cronologiadabiblia.wordpress.com/2010/12/04/a-promessa-de-deus-a-abraao/

    Grato pelo comentário.

  3. Olá
    Você afirma que:
    “O redator de Gênesis nos mostra que nenhum dos doze filhos de Israel faleceu antes de José, bem como nenhum faleceu depois de Levi. Até a morte de Levi, não há relato algum sobre qualquer tipo de servidão no Egito, e entre a morte de Levi e o Exodo, passaram-se cento e dezessete anos.”

    E afirma também que:
    “Deus afirma a Abraão, no entanto, que depois desta aflição e redução à escravidão, a quarta geração retornaria a Canaã. A qual geração se referiu o Senhor? A quarta geração contada depois de Jacó. Levi (1) gerou Coate; Coate (2) gerou Anrão, e Anrão (3) gerou Moisés (4) e seus irmãos Arão e Miriã. É à geração de Moisés que o Senhor se referia.”

    Porém se notarmos gêneses, Levi teve três filhos: Gerson, Merari e Coate.
    E os filhos de Coate foram quatro: Anrão, Izar, Hebrom e Uziel; e Coate viveu cento e trinta e três anos. (Exodo 6:18)
    Ora se Coate teve 4 filhos e viveu 133 anos; ele que entrara no Egito ainda menino (juntamente c/ todas as almas que lá chegaram c/ Jacó), como em 210 anos apenas, só a família dos coatitas (apenas descendentes de Coate) só de homens (de 30 anos para cima, até aos 50) poderia se contar 2.750 homens??? (Num. 4:36)
    Como se explica um menino (que Coate era ao entrar no Egito) em apenas 210 anos seus descendentes somente de homens c/ 30 anos de idade até os 50, somarem 2.750 homens???

    Isso mostra que a genealogia não é perfeitamente informada; e que verdadeiramente os filhos de Israel passaram 430 anos no Egito, conforme o texto de Êxodo 12:40.
    E também vemos que descendência de Judá – de quem deriva a genealogia de Cristo – que é muito mais bem tecida (mesmo ela creio haver ocultamento de nomes), e as gerações de Judá desde a entrada no Egito até a saída são:
    “E Judá gerou, de Tamar, a Perez e a Zerá; e Perez gerou a Esrom; e Esrom gerou a Arão; E Arão gerou a Aminadabe; e Aminadabe gerou a Naassom.” (Mateus 1:3-4)
    E Naassom foi príncipe da casa de Judá quando Moisés saiu do Egito. (Num. 2:3)
    Ou seja, as gerações de Judá desde a chegada no Egito até sua saída era: Perez, Esrom, Arão, Aminadabe e Naassom – se contamos desde Perez somam-se cinco gerações; e se contar de Esron (filho de Perez, filho de Judá) são 4 gerações só no Egito dos filhos de Judá.
    E como naquela época ainda se viviam mais de cem anos, temos 400 anos contando 4 gerações.

  4. Olá, Jefté,
    Primeiramente parabéns pelo zelo pela Palavra de Deus. Mas veja que a cronologia é baseada puramente em cálculo de datas declaradas na Bíblia, e o resultado é este mesmo: 210 anos de permanência no Egito.

    Veja estes dois textos sobre o mesmo assunto:

    “O tempo que os filhos de Israel habitaram no Egito foi de quatrocentos e trinta anos.” (Êxodo 12 : 40)

    “Então disse a Abrão: Sabes, de certo, que peregrina será a tua descendência em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos,” (Gênesis 15 : 13)

    Por que há dois tempos diferentes? Qual dos dois está correto? Os quatrocentos ou quatrocentos e trinta anos?

    Os dois estão corretos. São 430 anos desde a promessa de Abraão até o êxodo, e 400 anos desde o nascimento de Isaque até o Êxodo.

    Os tempos em questão não se referem à permanência física de Israel no país chamado Egito, mas é sim um simbolismo de aflição. O tempo de Israel na Canaã dos dias dos patriarcas era de aflição, porque tendo recebido a promessa de Deus sobre a possessão da terra, não eram de maneira alguma donos de nada, mas somente do pedaço em que habitavam. A terra propriamente dita era ainda uma promessa. Não foram dias de aflição?

    Veja que Deus deu a terra a Abraão, que por sua vez a deu por herança a Isaque e este a Jacó e seus filhos. Mas nenhum deles foi de fato dono da terra, uma vez que estavam cercados de gente hostil todo este tempo. Estes sim, no aspecto prático, eram os donos da terra.

    Depois veio o tempo do Egito, onde a aflição do povo se manifesta em forma de servidão, e só depois do Êxodo, mesmo antes de haverem voltado à terra da promessa, é Israel e Deus. É a unidade que vai constituir todo o alicerce da cultura que dará sustentação ao Evangelho.

    A palavra Egito tem na Bíblia este simbolismo, de aflição, assim com em outras ocasiões de pecado, e em outras de contraposição à vontade de Deus. O Egito é o número 6 das nações bíblicas.

    De qualquer maneira sugiro que faça o mesmo raciocínio que fez em seu comentário, mas, calculando as datas dos personagens que mencionou. Vai ver que os 210 anos estão corretos.

    Por último, digo ainda que os 210 anos são também o cálculo de todas as correntes do judaísmo, não havendo sobre ele qualquer dúvida.

    Fica com Deus.

  5. Olá caro irmão

    Sobre a sua análise:
    ———————-
    “O tempo que os filhos de Israel habitaram no Egito foi de quatrocentos e trinta anos.” (Êxodo 12 : 40)
    “Então disse a Abrão: Sabes, de certo, que peregrina será a tua descendência em terra alheia, e será reduzida à escravidão, e será afligida por quatrocentos anos,” (Gênesis 15 : 13)
    Por que há dois tempos diferentes? Qual dos dois está correto? Os quatrocentos ou quatrocentos e trinta anos?
    Os dois estão corretos. São 430 anos desde a promessa de Abraão até o êxodo, e 400 anos desde o nascimento de Isaque até o Êxodo.
    ——————————-

    Eu entendo que quando Deus diz a Abraão que: “”de certo peregrina seria a sua descendência em terra alheia, e seria reduzida à escravidão, e seria afligida por quatrocentos anos”” – o período de 400 anos de escravidão e aflição – era um período generalizado, e não preciso – pois sabemos que José viveu até os 110 anos como que “co-regente” na terra do Egito; e tinha 39 anos de idade quando Jacó lá entrou; logicamente que enquanto José viveu, não se houve escravidão embora se pudesse haver rudeza no tratamento de egípcios p/ com hebreus em sua terra.
    Então, os 400 anos falados pelo Senhor a Abraão é um período relativo, e não uma marcação de tempo precisa de escravidão e aflição.
    Agora, o tempo em que habitaram no Egito (não ligado a serem escravos ou não) creio ser 430 anos; embora não afligidos por todo o período; principalmente enquanto José ainda vivesse:
    “Faleceu José, e todos os seus irmãos, e toda aquela geração. E os filhos de Israel frutificaram, aumentaram muito, e multiplicaram-se, e foram fortalecidos grandemente; de maneira que a terra se encheu deles. E levantou-se um novo rei sobre o Egito, que não conhecera a José;” (Ex. 1:6-8)

    Mas agora, o que mais impressiona é que 70 almas entraram no Egito com Jacó – e de lá saíram e se contaram somente de homens de 20 anos e para cima (afora a tribo de Levi) em 603 mil homens (afora mulheres, e crianças de 19 anos p/ baixo). (Num. 1:47)

    “Assim foram todos os contados dos filhos de Israel, segundo a casa de seus pais, de vinte anos para cima, todos os que podiam sair à guerra em Israel; Todos os contados eram seiscentos e três mil e quinhentos e cinqüenta.” (Num. 1:45-47)

    Como se explicar 70 almas (em 210 anos) se multiplicarem em mais de um milhão de pessoas na saída do Egito?
    E quando digo que as genealogias não continham muita precisão, por exemplo: Mateus e Esdras dizem de Zorobabel sendo filho de Salatiel (Mat. 1:12 – Esd. 3:2,8)
    Porém, em I Cronicas 3:17-19 – diz que Zorobabel era filho de Pedaías, e Pedaías filho de Sealtiel:

    “E os filhos de Jeconias: Assir, e seu filho Sealtiel. Os filhos deste foram: Malquirão, Pedaías, Senazar, Jecamias, Hosama, e Nedabias. E os filhos de Pedaías: Zorobabel e Simei; e os filhos de Zorobabel: Mesulão, Hananias, e Selomite, sua irmã”. (I Cron. 3:17-19)

    Fica também com Deus!

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s